A Polícia Militar, através do Comando de Policiamento Especializado, divulgou nesta sexta-feira (17) balanço da ‘Operação Atroz’ realizada na fronteira do Estado, entre 03 e 17 de setembro. Participaram da ação o Batalhão Ambiental, Batalhão de Choque, Batalhão Rodoviária e Batalhão de Operações Especiais.

A Operação contou com 457 policiais militares das unidades especializadas, 48 viaturas e 32 embarcações. Foi executada massivamente nas regiões de fronteiras e divisas do Estado, resultando em:

  • 12.175  pessoas abordadas;
  • 6.621 veículos abordados;
  • 772 embarcações abordadas;
  • 38 pessoas conduzidas à delegacia;
  • 02 foragidos da justiça presos;
  • 06 armas de fogo apreendidas;
  • 2.119,86 kg de maconha apreendidos;
  • 25,39 kg de cocaína apreendidos;
  • 13 kg de skank apreendidos;
  •  370 pacotes de cigarro apreendidos;
  • além de diversas autuações para crimes ambientais.

“Os números ratificam o trabalho que a PM  está realizando de forma constante em diversas frentes, para levar segurança  à população, bem como proteger a fauna e  flora do Estado de Mato Grosso do Sul.  O planejamento das operações é realizado com base em dados estatísticos, direcionando o policiamento para às áreas mais sensíveis, com a otimização de recursos humanos e materiais”, frisou nota da PM.

Atroz – O nome da  operação foi escolhido em virtude do cenário atual dos crimes transfronteiriços e ambientais, praticados em toda a extensão de nosso Estado,  no dicionário formal atroz significa  “difícil de controlar ou tolerar”.

Comentários