PM/Divulgação

Equipes da Força Tática e do Setor de Inteligência do 3º Batalhão de Polícia Militar fecharam na tarde de ontem (6) dois pontos de venda de drogas em Dourados. Um desses pontos, funcionava no interior da aldeia indígena urbana Jaguapiru. Dois homens, uma mulher e uma adolescente foram presos.

Na primeira ocorrência, os policiais militares chegaram até o autor de 27 anos, após receberem uma denúncia sobre tráfico no interior da aldeia Jaguapiru. O suspeito foi abordado e com ele localizado uma trouxinha de maconha no bolso da calça, pesando nove gramas.

Questionado, negou ser traficante. Porém ao ser vistoriado sua residência, foi encontrada uma mochila com quatro tabletes de maconha.

Também foi achado vários pedaços do mesmo entorpecente cortados e prontos para comercialização, além de uma trouxinha de crack e uma balança de precisão.

Ao todo, foram apreendidos quase 2,5 quilos de drogas.

Novamente questionado, acabou confessando que fazia três meses que vinha traficando no interior da aldeia. Segundo ele, comprava por R$ 300 o quilo e vendia cada trouxinha por R$ 10.

PM em Dourados fecha dois pontos de venda de drogas e prende quatro

Horas depois, os militares prenderam um suspeito de 31 anos em sua residência pelo crime de tráfico de drogas, na Rua Ciro Melo.

Os policiais militares chegaram até o autor depois de ter apreendido em uma outra casa, na Rua Barão do Rio Branco, Vila Cachoeirinha, 21 tabletes de maconha, que estavam escondidos em um alçapão no forro do banheiro. A droga pesou 20 quilos.

Uma mulher de 45 e uma adolescente de 15 anos, relataram que estavam apenas guardando a droga. Elas indicaram o homem como verdadeiro dono do entorpecente.

O suspeito negou ser traficante e disse desconhecer o endereço das mulheres.

Comentários