Equipe da delegacia de Polícia Civil de Antônio João localizou nesta quarta-feira (21), pés de maconha plantados em um quintal de um terreno na aldeia indígena Barro Preto, que fica as margens da MS-384, nos arredores da cidade. Havia informações que o dono do imóvel mantinha uma pequena plantação do entorpecente, além de materiais de furto.

Polícia encontra pés de maconha cultivados em quintal de casa na fronteira

De acordo com registro policial, chegando ao local, os policiais encontraram mudas de maconha plantadas no terreno, bem como uma roçadeira elétrica e uma máquina usada para aplicação de veneno, ambos de origem ilícita conforme apurado pela equipe de investigação.

Os bens foram apreendidos e estão à disposição das vítimas.

Já os pés de maconha arrancados foram encaminhados para perícia e posterior destruição, conforme regramento legal, explicou o delegado Patrick Linares da Costa, titular da delegacia da cidade.

O dono da plantação não estava no momento da chegada dos policiais, porém a esposa confirmou que seu marido é usuário e teria plantado a maconha no quintal.

O delegado ainda informou que o responsável pelo local deve ser indiciado por receptação e por plantação de drogas para consumo pessoal e que a Constituição Federal prevê o confisco de terras usadas para o plantio de tais substâncias.

Comentários