No total foram 90 peças furtada pela doméstica. (Foto/Divulgação

Autora exibia as joias como sua nas redes sociais

Em inquirições conduzidas pelo Setor de Investigações Gerais da 1ª Delegacia de Polícia de Jardim, policiais civis identificaram a autoria de um furto de joias e relógios avaliados em mais de 300 mil. A responsável é uma mulher de 60 anos.

Conforme apuração policial, a autora do crime trabalhava como empregada doméstica na casa da vítima, condição na qual ela teria aproveitado para cometer o furto. Ao total foram levadas 90 peças de joias, semijoias, relógios e bijuterias, as quais a suspeita exibia nas redes sociais.

Durante busca e apreensão judicial, a equipe de policiais civis encontrou na casa da suspeita algumas peças que foram reconhecidas pela vítima como sendo de sua propriedade e pedras que indicam que a suspeita desmontava as joias para vender apenas o ouro.

As investigações seguirão para identificar possíveis receptores que tenham adquirido alguma peça do furto cometido.

Comentários