22.8 C
Campo Grande
quarta-feira, 22 de maio, 2024
spot_img

Policial preso acusado por violência doméstica em MS é demitido da PRF

Exemplo a ser seguido de processo rápido, com decisão eficiente e eficaz no combate a violência contra as mulheres no Brasil, em especial em Mato Grosso do Sul, onde foi o caso e que é um dos primeiros Estados no ranking nacional do crime de gênero. Assim, Gervásio Jovane Rodrigues, 51 anos, foi demitido do cargo de policial da PRF-MS (Polícia Rodoviária Federal em MS).

O agora ex-PRF, até já poderia ter perdido o serviço público por já ter outra ocorrência policial grave, até por ser agente da Segurança Pública. Agora, a demissão foi publicada por meio de uma portaria do Ministério de Estado da Justiça e Segurança Pública, do dia 17 de abril.

Conforme ação, ele perdeu o emprego de função pública, pela prática de atos que configuram como improbidade administrativa e incontinência pública, que cometeu no inicio deste mês em Dourados.

A decisão de demissão de Gervásio se deu após sua prisão em uma operação conjunta da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Dourados e da PRF no início do mês. O ex-PRF foi preso por descumprir medida protetiva contra a companheira, que estava grávida. A vítima registrou um boletim de ocorrência após ser agredida por Gervásio.

Outros crimes

Durante a operação, além do caso de violência doméstica, Gervásio foi autuado por posse irregular de munições de arma de fogo. Na residência dele em Ponta Porã, foram encontradas munições de calibre .22 de origem estrangeira.

Gervásio ainda tinha contra si, que antes de tudo pela violência domestica, ele já havia sido preso em pátio de um shopping-center com carregamento de celulares contrabandeados do Paraguai. 

Fale com a Redação