Foto: Asscom PCMS

Um homem de 63 anos foi morto nesta quinta-feira (30) no bairro Jardim Centenário, em Campo Grande. O assassino foi preso horas depois, em sua versão, disse que estava devendo cerca de R$ 40 mil para a vítima e que, para não ter que pagar, resolveu matá-lo.

O corpo da vítima foi encontrado com marcas de tiro na Rua Granada, ainda durante a manhã. De imediato, os policiais começaram a fazer diligências em busca do suspeito pelo crime.

O autor foi encontrado em sua casa. No momento da abordagem, tentou resistir à prisão, mas foi imobilizado e levado para a Delegacia Especializada de Repressão a Furto e Roubo de Veículos (Defurv).

Ao ser preso, confessou o crime e disse que a vítima havia pegado o carro dele como parte da dívida e, além disso, também estava o ameaçando de morte. Na noite de quarta-feira (29), ele foi até a casa do homem e cometeu o assassinato. Na fuga, pegou o veículo de volta e retornou para a sua casa.

Apesar de detalhar o crime, na delegacia, o assassino preferiu permanecer em silêncio. Junto dele, os policiais apreenderam uma pistola calibre .765, munições e um celular.

O suspeito, que já tinha passagens por disparo de arma de fogo e ameaça, será indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil, posse de arma de uso permitido e resistência.

Comentários