30.8 C
Campo Grande
quinta-feira, 18 de julho, 2024
spot_img

PP treina plano para enfrentar situações de risco em presídios de MS

Com ênfase no aperfeiçoamento dos policiais penais e no reforço da segurança externa das unidades penais de Mato Grosso do Sul, a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), por meio da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) realiza exercício simulado do Plano de Defesa – “Combate em Torre”.

Nesta semana, o treinamento aconteceu na Penitenciária Estadual Masculina de Regime Fechado da Gameleira I, em Campo Grande. As instruções contaram com apoio dos policiais penais federais, com base em protocolos já adotados pela Senappen (Secretaria Nacional de Políticas Penais).

Presente na simulação, o diretor-presidente da Agepen, Rodrigo Rossi Maiorchini, destacou que o treinamento visa melhorar a rotina de segurança das unidades, para manter as torres sempre seguras e com policiais penais preparados. “O intuito é aprimorar os métodos de resposta em caso de problemas externos, como tentativas de fuga, resgate ou lançamentos de itens proibidos”, reforçou.

O treinamento trata-se de planejamento estratégico e apresentação de plano-piloto em razão da modernização da zona de segurança perimetral do Complexo Penitenciário da Gameleira. Além disso, integra aprimoramento do plano de segurança interna para garantir uma resposta rápida e eficaz em caso de emergência, antes da chegada de reforços externos. Durante as atividades, foi simulada uma tentativa de invasão para testar os novos procedimentos.

PP treina plano para enfrentar situações de risco em presídios de MS
Treinamento com policiais penais de MS

Sentir muito mais capacitado

De acordo com o chefe do GAEP (Grupo de Ações Especiais Penais) da Penitenciária a Federal de Campo Grande, Gerson Gameiro, que coordenou os trabalhos, o policial penal vai se sentir muito mais capacitado a trabalhar nesses postos.

“O servidor não vai estar apenas presente fisicamente ali, mais ele vai estar habilitado para efetuar uma defesa técnica, segura e eficiente caso a unidade sofra algum tipo de agressão externa”, informou.

Gameiro reforçou, ainda, as técnicas repassadas como o controle do armamento, para que o policial consiga manipular com segurança em um ambiente confiando como é o caso da torre; disparos angulados com eficiência; utilizar a estrutura (torre) como defesa da sua integridade física, movimentações e alguns princípios que vão fazer com que ele se sobressaia diante de uma eventual necessidade.

Com cerca de quatro horas de duração, o plano de ação envolveu policiais penais da penitenciária, da Gisp, do COPE, GEP e de outras forças de segurança, entre elas o Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Rodoviária Federal, o Garras e policiais (penais) federais e estaduais.

PP treina plano para enfrentar situações de risco em presídios de MS
Treinamento de exercício para ações em presídios

O diretor da Penitenciária da Gameleira I, Raul Augusto Aparecido Sá Ramalho, destacou as melhorias estruturais que vem sendo realizadas na unidade, como a readequação da torre com ampliação em mais de 50 metros quadrados, como forma de dar maior visibilidade externa da unidade prisional, especialmente no período noturno.

“Instalamos novos dispositivos de segurança, como seteiras no entorno dessa nova guarita, a fim de proporcionar maior abrigo para os operadores, de forma a se protegerem contra ações adversas”, concluiu.

A unidade está localizada na estrada da Gameleira, saída para Sidrolândia. Durante a ação, policiais ficaram em prontidão na MS-455. A ação também já foi realizada na Penitenciária Estadual de Dourados no final do ano passado e a previsão é de estender o treinamento a outras unidades do Estado.

Fale com a Redação