14.8 C
Campo Grande
sexta-feira, 12 de julho, 2024
spot_img

Especial: Prazo para 1ª dose da vacina Qdenga acaba amanhã em Dourados

Único município brasileiro a realizar uma imunização em massa contra a dengue desde o dia 3 de janeiro, Dourados encerra a aplicação gratuita da 1ª dose da nova vacina, nesta terça-feira, 30 de abril. Apesar de quatro meses de uma campanha ‘especial’, no segundo maior município de Mato Grosso do Sul, que abrangia cidadãos de 4 a 59 anos, a população não se mobilizou em massa, tendo sido imunizado apenas 50% deste público alvo, pela ação sob parceria público-privado, entre prefeitura e fabricante do imunizante.

Em Mato Grosso do Sul, a dengue já é responsável pela morte em 2024, de 15 pessoas desde janeiro, duas delas, moradoras em Dourados e que não receberam a primeira dose do imunizante.

A partir de 1º de maio, a Sems (Secretaria Municipal de Saúde) fornecerá apenas o reforço para quem tomou a vacina na rede pública, respeitando espaço de tempo para que o ciclo de proteção se complete. Até o momento, em torno de 50 mil pessoas receberam a dose inicial em Dourados. Assim, a meta que era atingir boa parte dos douradense, agora mira o maior número possível de moradores do município até o final deste mês. 

De acordo com Edvan Marcelo Marques, gerente do Núcleo de Imunização da Sems, o término da primeira fase de vacinação segue critérios técnicos definidos pelo laboratório e relacionados com o prazo de vencimento do imunizante, em agosto.

Intervalo

O intervalo entre uma dose e a outra para completar o ciclo é de três meses. 

“Temos prazos a serem cumpridos para levar a vacina contra a dengue ao maior número de douradenses possível. E essas datas precisam respeitar, por exemplo, o limite para aplicarmos a segunda dose. Como entre uma dose e outra temos que considerar o prazo mínimo de três meses, estamos então no último mês com a primeira dose disponível”, disse.

Nas últimas semanas, além das UBS’s (Unidades Básicas de Saúde) do município, vários locais de grande circulação de pessoas vêm servindo como pontos ‘extramuros’ no intuito de levar proteção a um número maior de moradores de Dourados.

A partir de 30 dias após a segunda dose da QDenga, a eficácia da vacina chega a atingir 80%. Já para os casos mais graves, que requerem hospitalização, a proteção oferecida passa de 90%.

O imunizante fabricado pelo laboratório Takeda é o único aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) indicado tanto para pessoas que já tiveram dengue quanto para aquelas que nunca tiveram a doença e foi incluído no PNI (Plano Nacional de Imunização) no final do ano passado. 

Estudos

Atualmente, a QDenga é a vacina contra a dengue mais estudada no mundo. O imunizante foi aprovado por agências reguladoras em mais de 30 países na União Europeia, Ásia e América Latina, prevenindo contra os 4 sorotipos da doença.

Ao longo de 15 anos, ela passou por programa de desenvolvimento clínico com mais de 28 mil pessoas, em 13 países, incluindo o Brasil. 

O estudo comprovou a segurança e a eficácia da vacina em reduzir casos de dengue sintomática (80,2%) e hospitalizações (90,4%), independentemente da exposição anterior à dengue.1

Fale com a Redação