Conto vencedor ganhará prêmio de R$1000 e adaptação para as telas

A equipe do filme Cadê Você, Jhonie?, curta sul-mato-grossense cuja estreia acontece em junho, estendeu o prazo para quem pretende participar do seu concurso cultural de minicontos. Os interessados agora têm até o dia 29 de março para enviar um miniconto autoral e inédito com o tema “Cadê Você…?”. 

O vencedor ganhará um prêmio de R$1.000,00, terá seu conto publicado no site oficial do filme e ainda, terá sua história adaptada para um curta-metragem. A ideia, segundo o produtor Carlos Diehl, é movimentar as produções literárias, que sempre são fontes de inspiração para o cinema, estimulando a criatividade e apoiando os escritores ou aspirantes a escritores de todo o Brasil. 

O regulamento está à disposição no site https://cadevocejhonie.com e as inscrições são gratuitas. O resultado será revelado no dia 05 de abril.

Sobre Cadê Você, Jhonie? – O filme conta a história da busca de Inácio por seu amigo Jhonie, que após a morte de seus pais, decidiu pegar a estrada em uma viagem de autoconhecimento em seu Opala Vermelho, pelo interior de Mato Grosso do Sul. No caminho, no entanto, surpresas e situações surreais passam a acontecer. O curta foi produzido através do edital do Museu da Imagem e do Som da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul para apoio à produção de obras audiovisuais inéditas, de curta metragem, de ficção ou documentário. Finalização e Distribuição realizadas com recursos do Fundo Municipal de Cultura – FMIC/2019 disponibilizado pela Prefeitura Municipal de Campo Grande através da Secretaria Municipal de Cultura.

Cadê Você, Jhonie? é um road movie, ou seja, um filme que se passa pelas estradas, com muitas descobertas e paisagens incríveis ao longo da jornada. O diferencial é que essa trama é cheia de mistérios e pitadas de terror, ideal para quem quer se surpreender e sair do óbvio. 

A trama do curta foi inspirada em uma lenda da região dos garimpos de Aquidauana (MS) na década de 1970. Segundo ela, havia um hotel onde os hóspedes desapareciam e tinham seus diamantes roubados. Seus corpos nunca eram encontrados e, seu destino, dizem, era literalmente virar churrasco. Com essa história de terror na cabeça, Carlos Diehl e Wilyam Stevan Nicolay escreveram um roteiro dividido em capítulos, como em um conto romântico de terror. A narrativa com tom contemporâneo é desconstruída aos poucos em uma clara referência a grandes diretores de Hollywood como Alejandro Iñarritu, Win Wenders e Quentin Tarantino. 

A direção do jovem Wilyam Stevan Nicolay garante à produção um ritmo dinâmico que cativa o espectador, alternando entre a tensão da busca por Inácio e as belezas das paisagens das estradas do entorno de Campo Grande, na região de Rochedinho. Destaque também para o trabalho do elenco, em especial, para Tai Petelin, que dá vida à visceral Carol, um dos personagens mais complexos do filme. 

Quem assistir a Cadê Você, Jhonie? vai certamente se lembrar dos filmes de terror dos anos 1970 e 1980, especialmente O Massacre da Serra Elétrica, de Tobe Hoper, e Evil Dead, de Sam Raimi. “Cadê Você, Jhonie? é um filme para todos os públicos, em especial para quem ama narrativas de horror e busca novas emoções nesse gênero já tão consagrado pela indústria cinematográfica”, pontua Wilyam.

O filme traz cenários incríveis e um trabalho de fotografia primoroso, com assinatura de Fabricio Borges. Para dar ritmo à trama, a Dope Audio Design produziu o áudio e as trilhas, com toda a excelência que a produção pede. Além disso, o filme conta com a primorosa produção da Filmadelas Produtora.

Serviço

Concurso Literário “Cadê você…”

Inscrições: de 25 de fevereiro a 29 de março

Regulamento e inscrição: https://cadevocejhonie.com/ 

Inscrição gratuita

Comentários