a e membros do Conselho Municipal de Saúde (Foto: Assecom)

O Conselho Municipal de Saúde terá uma nova sede. A Prefeitura de Dourados, através da Sems (Secretaria Municipal de Saúde) entregou nesta quinta-feira (30) as chaves da casa que vai ser o novo endereço do órgão. O imóvel, localizado na rua Firmino Vieira de Matos, 74, no centro da cidade, tem aproximadamente 160 m² de área construída, dez cômodos e salas amplas para reuniões e discutir demandas da população douradense.

A chave foi entregue pelo secretário de Saúde, Waldno Lucena, ao presidente, Genivaldo Dias da Silva, acompanhado de outros membros do Conselho. O secretário disse que a nova sede era uma demanda antiga do Conselho e atendê-los neste sentido era uma prioridade da gestão do prefeito Alan Guedes. “Tivemos todo cuidado para escolher o melhor espaço possível para o Conselho e até por isso levamos um certo tempo para escolha do local mais apropriado e que se adequasse às necessidades. Acredito que conseguimos”.

Para Genivaldo, a casa que foi locada pela Secretaria de Saúde vai proporcionar uma melhor prestação de serviço à população. “Nós estávamos em um local inadequado para desenvolver um bom trabalho desde a gestão anterior. Essa nova sede nos atende na plenitude. O prefeito Alan Guedes e o secretário desde o início entenderam as necessidades do Conselho para atender as políticas públicas de saúde. Esse novo local, amplo e com fácil acesso, vai garantir a participação da comunidade”. Genivaldo destaca que essa atenção ao Conselho de Saúde está em um novo patamar na atual gestão municipal.

O prefeito Alan Guedes disse que o cuidado com o Conselho Municipal de Saúde tem que ser constante. “A Secretaria de Saúde e a Prefeitura precisam andar juntas com o Conselho nas suas ações. O controle social é uma das diretrizes do SUS e todo planejamento do Plano Municipal de Saúde é apresentado ao Conselho para aprovação”, completa.

Prefeitura entrega nova sede ao Conselho Municipal de Saúde
Secretário Waldno Lucena e mebros do Conselho Municipal de Saúde (Foto: Assecom)
Comentários