Caixas sendo apreendidas em transportadora. (Foto: divulgação PRF-MS)

A PRF-MS (Polícia Rodoviária Federal em MS) com ajuda da empresa, barrou e flagrou homem com 92 kg de drogas a serem despachadas via transportadora Eucatur, em Dourados. A empesa descobriu a tempo, que homem de 35 anos, iria enviar nesta sexta-feira (13), a quantia de maconha, que o levou a ser preso por tentar postar a quantia do entorpecente através da transportadora, na segunda maior cidade de MS, a 230 Km de Campo Grande.

Conforme a PRF, o entorpecente estava em duas caixas com destino ao Espírito Santo e iriam em nome de Claudinei Rodrigues Gomes, conforme identificado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) com ajuda da empresa. Assim, por volta das 16h30, inspetores da corporação vistoriaram bagagens e identificou duas caixas suspeitas que tinham forte odor de maconha.

A prisão decorreu de ação da PRF em transportadoras na tarde de ontem na tentativa de combater ilícitos transnacionais, depois de recebimento de denúncias que citavam que tais empresas estariam sendo usadas para remeter drogas a outros estados do Brasil.

O documento de descrição do conteúdo das caixas indicava que se tratava de trituradores forrageiros cujo Dactes (Documento Auxiliar de Conhecimento de Transporte Eletrônico) havia sido emitido por Claudinei, que inclusive foi identificado nas câmeras de segurança da Eucatur entregando as caixas no local.

Após identificado homem foi preso

A PRF e outras polícias, fizeram em buscas na região da empresa, onde o homem foi encontrado nas proximidades da Rua Nelson Santore, Chácara Flora, em Dourados. “Ele foi abordado e preso em flagrante. À polícia, ele confessou o crime dizendo que receberia R$ 500,00 pelo envio das caixas. E ainda mais duas caixas com maconha, foram apreendidas em sua casa. Ambas estavam prontas para serem enviadas”, registrou a PRF.

Ele declarou ainda que não conhece os proprietários do entorpecente e que receberia a quantia de R$ 500,00 pela bagagem despachada e mais R$ 500,00 pelas que ainda iria despachar.

Ao todo, foi identificado em posse de Claudinei, 133,35 quilos da droga, configurando crime de tráfico de drogas.

Comentários