Queda é de 3,85% no valor dos chocolates em relação à primeira pesquisa

09/04/2020 17h12
Por: Redação

A Prefeitura de Dourados, por meio do setor de fiscalização e pesquisa do Procon, efetuou ontem (8) a segunda pesquisa de preços dos produtos consumidos na Semana Santa, como chocolates e peixes. Foram pesquisados 138 itens em 13 estabelecimentos da cidade.

Nos preços dos chocolates a pesquisa atual detectou que o produto com maior diferença entre o menor e o maior valor foi o chocolate trufa sortida 207g, encontrado a R$ 14,99 e a R$ 29,90, diferença de 99,47%; e o ovo diamante negro 300g, que apresentou diferença de 70,90% entre o menor e o maior preço.

Vinte e nove (29) produtos (ovos de páscoa) apresentaram diferença superior a 30% entre o menor e o maior preço.

Em relação ao preço de peixes houve, nesta pesquisa, diferença de 210,76% (filé de tilápia 800gr) entre o estabelecimento com menor e maior preço. Já o pintado, postas, o kg apresentou diferença de 104,50% e o filé de merluza 800gr foi encontrado com menor preço de R$ 14,95 e maior preço de R$ 27,50, diferença de 83,95%.

Em relação aos complementos, uma grande diferença foi encontrada no leite de coco 200 ml, com 450,51% do menor preço para o maior preço.

Nos peixes foram encontrados oito produtos com diferença maior de 50% de um estabelecimento para outro e nos complementos, onze produtos tiveram diferença maior que 50% entre o estabelecimento com menor preço e maior preço.

Em comparação com a primeira pesquisa, efetuada em 04 de abril de 2020, em relação aos chocolates houve queda de 3,85% e nos valores dos peixes ocorreu leve queda de 0,3% considerando o menor preço encontrado. Nos complementos houve alta de 11,2%, considerando a última pesquisa de 2020.

Os ovos/chocolates da Ferrero Rocher tiveram queda de 13,2% em relação à última pesquisa e os produtos da Garoto caíram 11,9%. Já os produtos da Nestlé tiveram diminuição no valor em 8.3 % e os da Lacta apresentaram queda de 5,0 % no global dos ovos/chocolates.

O Procon orienta os consumidores a compararem o preço antes da compra e a verificar a qualidade e a conservação dos produtos.

A pesquisa na integra esta á disposição dos consumidores na sede do Procon e no site da Prefeitura de Dourados.

Procon divulga segunda pesquisa  de preços de chocolates e peixes

Comentários