Procon/MS

Denúncias de  consumidores, em grande quantidade, culminaram com a mobilização de equipes de fiscalização do Procon Estadual a realizaram diligências em 19 agências de cinco instituições de crédito em Campo Grande.

As agências fiscalizadas foram da Caixa Econômica Federal, Bradesco, Banco do Brasil, Santander e Itaú. A ação culminou na autuação de 16 agências e expedição de Relatórios de Visita (quando não são constatadas irregularidades) a outras três.

Da Caixa foram visitadas cinco agências das ruas Coronel Antonino, Gunter Hans, Bandeirantes, Valdês e Eduardo Elias Zahran. Bradesco foram as agências da Calógeras, Bandeirantes, Eduardo Elias Zahran e da Afonso Pena, enquanto do Banco do Brasil as agências da Mascarenhas de Moraes, Júlio de Castilho e Afonso Pena.

Outras duas instituições que foram alvo da fiscalização foram o Santander nas agências da Barão do Rio Branco e avenida Bandeirantes e Itaú na Bandeirantes e Júlio de Castilho.

A exceção do Bradesco da Calógeras, Itaú da Bandeirantes e  Banco do Brasil da Coronel Antonino, todas as demais receberam autos de infração e terão prazo para defesa que, se não aceita,  acarretará em multa devido às infrações  encontradas.

Entre as irregularidades, comuns a todas as  agências autuadas, merecem destaque a ausência de  senha com registro eletrônico, atendimento em tempo excedente ao que determina a legislação estadual e ausência de placa indicativa  de atendimento prioritário a  idosos, gestantes, mães com crianças ao colo, portadores de necessidades especiais e autistas, bem como ausência do símbolo representativo do autismo.

Foi registrada, também, a  ausência de cuidados para evitar contaminação da Covid 19, a exemplo de distanciamento e disponibilidade de álcool gel 70% para higienização. Somente nos três locais onde foi expedido Relatório de Visita, não foram encontradas irregularidades.

Comentários