O Programa Centelha MS, que visa estimular a criação de empreendimentos inovadores, está com inscrições abertas de 9 de novembro a 16 de dezembro. A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), por meio do Laboratório de Inovação e Tecnologia Jurídica (Litech), apoia o projeto e convida a advocacia para se inscrever. 

Realizado pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio de sua Financiadora de Projetos (Finep), Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado (Fundect), o programa oferece capacitações, recursos financeiros e outros tipos de suporte. Cada um dos 50 projetos selecionados receberá cerca de R$ 60 mil em subvenção econômica para o  desenvolvimento das soluções inovadoras, além de até R$ 26 mil em bolsas.

De acordo com o Diretor Científico da Fundect Nalvo Franco de Almeida Junior, o principal objetivo do Centelha MS é estimular a criação de empreendimentos inovadores, a partir da geração de novas ideias, e disseminar a cultura do empreendedorismo inovador no estado, incentivando a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais de inovação.

“Atualmente já apoiamos com recursos financeiros e suporte 30 empresas, que foram criadas a partir de empreendimentos inovadores, das ideias submetidas no Centelha 1 em 2019. Agora, no Centelha 2, vamos apoiar 50 novas empresas, que serão geradas a partir de boas ideias. Se você tem uma ideia inovadora, com potencial para se tornar um negócio de sucesso no estado, que resulte em um produto, processo ou serviço inovador, e que contribua para o desenvolvimento da economia regional, venha para o Centelha MS. Não perca essa chance”. 

O (a) advogado (a) que queria empeender e se inscrever, o Litech poderá ajudar no projeto. A Coordenadora Dayane Lupoli reitera que o Programa Centelha MS “é uma oportunidade de estimular empreendedores também da advocacia, impulsionando nas transformações dos negócios, com capacitações e recursos financeiros”. 

Veja aqui o edital. 

Fonte: Ascom OAB-MS

Comentários