O projeto este ano homenageou um dos seus idealizadores, o professor Jayme Simphrônio, negro, membro da comunidade afrodescendente. (Foto/Divulgação)

 Escola Estadual João Ponce de Arruda, localizada no município de Três Lagoas, realizou no dia 19 de novembro a tradicional culminância do projeto “Consciência Negra”, que desde 2006 oportuniza tratar do tema, visando combater a discriminação, o preconceito por meio da valorização da cultura dos povos de origem negra.

Consciência negra

Projeto “Consciência Negra” está na 15ª edição, em unidade escolar de Três Lagoas
Professor aposentado Jayme foi um dos homenageados desta edição

O projeto este ano homenageou um dos seus idealizadores, o professor Jayme Simphrônio, negro, membro da comunidade afrodescendente. “É muito bom poder sentir toda esta energia dos estudantes, esta união”, desabou o Professor recém-aposentado.

As ações englobaram pinturas, esculturas, declamações, danças, Concurso Beleza Negra da escola, o que oportunizou o protagonismo estudantil. O evento contou com ilustres convidados, como a Presidente da Escola de Samba X-15, professora Inozemar Fraga da Silva, professora Cidolina Silva, membro do Conselho da Comunidade Negra, a vereadora Eralda Reis, e representando a Coordenadoria Regional de Educação, a professora Romilda Arantes para compor a comissão do concurso Beleza Negra.

Durante a culminância houve visitação às salas temáticas: Resistência; Oficina de boneca Abayomi; Jogos matemáticos: Mandala; Sala de cinema; Preconceito Racial e Consciência Negra; Griô: Cantos e Contos.

Na avaliação da diretora Carmem Eliana Garcia, “o evento possibilita abordar o tema de modo interdisciplinar, com metodologias ativas o que favorece o protagonismo dos estudantes. Além de debatermos temas como racismo e preconceito, valorizando as diferenças”, enfatiza.

Segunda a diretora adjunta “O evento revigora a união e a participação de toda a comunidade, com o objetivo de promover reflexão sobre as causas históricas e a superação da desigualdade racial”, finaliza Viviane Alves Garcia.

Comentários