14.8 C
Campo Grande
sexta-feira, 12 de julho, 2024
spot_img

Projeto ‘Curadoria de Memórias’ leva conforto e carinho a mães de crianças internadas no HC-CG

A tarde da última quinta-feira (09) foi marcada pela emoção e carinho para as mães das crianças internadas na ala pediátrica do Hospital Cassems de Campo Grande. As beneficiárias participantes do projeto “Curadoria de Memórias”, realizado na Clínica da Família da Caixa dos Servidores, levaram presentes, feitos por elas mesmas nas atividades do projeto, e, também, uma palavra de conforto e acalanto. 

Uma das mães que receberam a visita da Curadoria de Memórias, Dayse Chaves Monteiro conta que em meio ao sobressalto que é estar com um filho internado, a ação traz um pouco de alento.

“Eu achei um gesto muito lindo e fiquei muito feliz porque eu não esperava receber esse presente, ainda mais depois do susto que a gente passou, mas graças à Deus vamos passar o Dia das Mães em casa. Eu quero agradecer essas pessoas que tiveram esse ato de amor”, diz.

Para Priscila Moreira Martins, auxiliar de Humanização do Hospital Cassems de Campo Grande, o objetivo da ação é proporcionar um momento de felicidade para as mães que estão com seus filhos internados e que, talvez, tenham que passar o Dia das Mães em um leito de hospital.

“Nós estamos aqui hoje para fazer esse dia mais especial para as mães que se encontram aqui. Nós vimos muitas mães se emocionarem, algumas mães que vão passar o primeiro Dia das Mães dentro de um hospital. Então, em união com a Clínica da Família, por meio do projeto Curadoria de Memórias, nós viemos aqui para trazer esse afago na alma para elas, esse carinho muito especial para cada uma”, pontua.

“É uma ação muito legal, muito bacana, porque só quem é mãe entende a importância desse dia e, também, como é difícil estar num hospital com seu filho, que é nosso bem mais precioso. Isso traz um aconchego e ver gente diferente nesse momento é muito bom, porque estar num hospital, traz um sentimento que não é bom e receber esse mimo dá uma aquecida no coração”, conta.

Daiana Alovise recebeu a equipe com muita emoção e a visita das senhoras da Curadoria de Memórias trouxe um momento de alegria, enquanto lida com o sofrimento de ver o filho internado. 

“É uma ação muito legal, muito bacana, porque só quem é mãe entende a importância desse dia e, também, como é difícil estar num hospital com seu filho, que é nosso bem mais precioso. Isso traz um aconchego e ver gente diferente nesse momento é muito bom, porque estar num hospital, traz um sentimento que não é bom e receber esse mimo dá uma aquecida no coração”, conta.

Maria Holanda, que é uma das participantes voluntárias do projeto Curadoria de Memórias, veio oferecer conforto às mães e, por fim, acabou ganhando um presente de ouro.

“É a segunda vez que eu venho aqui no hospital e a minha sensação foi bem emotiva por causa de um paciente chamado João, que eu não conheço, e assim que ele bateu o olho em mim, me chamou de vó. Ele ficou tão emocionado e me abraçou e eu o abracei com a emoção de vó. Então, foi muito gratificante, muito bom participar deste trabalho voluntário. É gratificante para as pessoas que estão aqui nesta situação e para a gente que vem trazer um pouquinho de alegria para eles. E o João me emocionou demais. Me emocionou tanto que eu tirei minha correntinha do pescoço que ele estava apaixonado e entreguei para ele. Não sei como isso aconteceu, mas parece uma conexão de almas”, 

Curadoria de Memórias

O projeto Curadoria de Memórias nasceu com o intuito de fazer com que a Clínica da Família e a Cassems pudessem ter uma integralidade no cuidado dos afetos com as pessoas. Esse projeto veio para ajudar os idosos a terem a possibilidade de ressignificar a complexidade e a compreensão do que é o processo de envelhecimento, por meio da literatura e de outras atividades lúdicas. 

Após a pandemia, ficou muito mais evidenciada a necessidade de integração e socialização dos idosos, devido a um longo tempo de reclusão. Para alguns idosos, isso já é inerente e, por vários motivos, acabam ficando sozinhos. Então, a Curadoria de Memórias nasceu para fazer essa ajuda, para fazer com que as pessoas toquem na vida com outra compreensão e outro alcance. O objetivo principal é interação e socialização, experiências lúdicas e literárias.

Fonte: Ascom Cassems

Fale com a Redação