07/05/2020 09h15
Da redação com informações da assessoria

Mesmo diante da pandemia do novo coronavírus, o trabalho voltado para população carente não deve parar. Pensando nos cidadãos sul-mato-grossense o deputado estadual Antonio Vaz (Republicanos) apresentou o Projeto de Lei que determina a realização de cirurgias plásticas reparadoras de abdominoplastia e lipoaspiração pós gastroplastia (bariátrica) pela Rede Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul.

Se aprovado o projeto de Vaz, as unidades de saúde públicas estaduais serão incumbidas de realizar as cirurgias plásticas. As redes públicas situadas no Estado de Mato Grosso do Sul, se incumbirão, após a realização da cirurgia bariátrica, acompanhar os pacientes.

Conforme o deputado, o intuito da lei é proporcionar qualidade de vida à população menos abastada, que não tem condições de pagar cirurgias particulares, nem mesmo através de planos de saúde.’’Objetivo desse tipo de procedimento é proporcionar bem-estar, autoestima e qualidade de vida. Destarte, os preceitos legais existentes, todos têm direito ao benefício se ele for realmente imprescindível para que a vida siga absolutamente normal” comenta o parlamentar.

Vale ressaltar que mesmo às pessoas que tenham feitos a cirurgia bariátrica pela rede privada de saúde, podem fazer a cirurgia reparadora pela rede pública. Uma vez que é de conhecimento comum que a cirurgia bariátrica resulta em uma grande perda de peso, acompanhada pelo acúmulo de pele flácida. Tal condição pode acarretar em mau cheiro, hérnias, infecções bacterianas além de outras complicações clínicas decorrentes da não realização da retirada do excesso de pele. Entretanto, a realização do procedimento na rede particular, dessa cirurgia reparadora, não é barata.

Divulgação

Comentários