A primeira etapa do projeto Estudantes no Controle termina nesta terça-feira (17). Devido as agendas dos professores orientadores participantes, em vez da Oficina Preparatória ter ocorrido somente nos dias 10 e 12, a programação foi alterada para os dias 10, 13 e 17 de maio nas modalidades on-line e presencial, no auditório do prédio da Controladoria-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul (CGE-MS).

Ao todo foram inscritas 37 escolas da Rede Estadual de Ensino localizadas nos municípios de Campo Grande, Jaraguari, Terenos e Sidrolândia. Esta primeira etapa é eliminatória, ou seja, se não houver nenhum representante da unidade escolar participando na Oficina Preparatória, o estabelecimento é desclassificado.

Projeto Estudantes no Controle encerra primeira etapa
Atenção do professor Marcos Vinícius durante a Oficina Preparatória

Sem correr este risco, a EE Professor Silvio Oliveira dos Santos garantiu sua permanência com a presença do professor de Geografia Marcos Vinícius Costa. Para ele, este é um momento interessante de integrar ainda mais os alunos após o período de pandemia.

“O projeto é uma boa oportunidade de desenvolvimento para os alunos e toda a comunidade escolar. Estou aqui para captar as informações mais detalhadas e entender melhor para multiplicar com os estudantes e garantir nossa participação”, afirmou.

Os professores Carla Ferezin (Sociologia) e Kevin Franco dos Santos (História), da EE Maestro Frederico Liebermann, também participaram e revelaram que já estão com algumas ideias engatilhadas para aplicarem no projeto.

“É muito interessante esta questão de promoção do cidadão, traz maior conhecimento para os estudantes… já mapeamos e sondamos alguns alunos para integrarem a equipe”, revelou Carla; enquanto seu colega de trabalho acrescenta: “Estamos bastante entusiasmados com a nossa participação”, disse.

O Estudantes no Controle tem o objetivo geral de promover a cidadania fiscal e a participação social, estimulando o reforço de valores éticos universais, fundamentais no enfrentamento da corrupção, por meio de ações práticas de exercício de cidadania ativa, para que os participantes assumam uma postura de protagonismo na escola, que se expressa no compromisso com a conservação do patrimônio público (levando à reflexão-ação sobre problemas, causas e soluções no contexto escolar) e com a disseminação de conhecimentos e práticas de participação e controle social nas suas comunidades.  Além da CGE-MS, o Projeto conta com a parceria da Secretaria de Estado de Educação (SED).

Projeto Estudantes no Controle encerra primeira etapa
Os professores Carla Ferezin e Kevin Franco estão na expectativa com o desafio

Oficina Preparatória

Nesta etapa, a equipe da Ouvidoria-Geral do Estado, da CGE-MS, que está à frente da coordenação do Projeto, tem a missão de apresentar e esclarecer os conceitos e a metodologia para a realização de todas as atividades previstas. Mais informações, acesse o edital.

Após a Oficina, as unidades escolares terão sete dias úteis para a formação e cadastramento no sistema dos integrantes que participarão do Estudantes no Controle. A formação do time é pré-requisito para a continuidade da escola nas etapas seguintes:

  • Presença na apresentação da peça teatral “O Auto da Barca da Cidadania”;
  • Realização da Auditoria Cívica;
  • Execução coletiva do Desafio;
  • Divulgação da Tarefa Especial que este ano tratará da divulgação, no âmbito da comunidade escolar, das Cartas de Serviços, disponibilizadas pelo Poder Executivo Estadual nos sites das secretarias, autarquias e fundações ou diretamente no site www.cartasdeservicos.ms.gov.br.

Texto e fotos: Karla Tatiane
Arte: Karenini Komiyama

Comentários