A partir deste mês e até às vésperas das eleições de 2022, o Diretório Municipal do PSDB organizará reuniões. (Foto/Divulgação)

A partir deste mês e até às vésperas das eleições de 2022, o Diretório Municipal do PSDB organizará reuniões nos bairros, distritos, assentamentos e aldeias de Dourados. O objetivo é ouvir a população e defender candidaturas próprias ao Governo do Estado e à Presidência da República.  

A estratégia foi definida em reunião na sede do partido, no fim da semana passada, com a presença de cerca de 50 filiados, entre membros do Diretório, vereadores e candidatos a vereador nas eleições de 2020.
Além das reuniões setoriais, o partido também buscará novas filiações de lideranças empresariais, comunitárias, profissionais liberais, de trabalhadores, do agronegócio, enfim, de todos os setores da sociedade a fim de fortalecer seus quadros.
“Pela importância e organização, o PSDB terá candidatos ao governo e à presidência, além de chapas fortes para a Assembleia Legislativa e Congresso Nacional”, disse o presidente Valdenir Machado.
De acordo com ele, o PSDB de Dourados “sai na frente no processo eleitoral porque gosta de fazer política ouvindo o povo e tem muito o que mostrar”, numa alusão ao trabalho do governador Reinaldo Azambuja “em Dourados e em todo o Estado”.
Aos correligionários, Valdenir Machado apresentou e defendeu a pré-candidatura do secretário de Infraestrutura Eduardo Riedel. “É o escolhido do governador e é um homem preparado para continuar o grande trabalho de Reinaldo, que toca obras em todos os municípios, atrai industrias e outros investimentos alavancando o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”, ressaltou o ex-deputado. 
As falas do vice-presidente Walter Hora, do membro do Diretório Wanderley Escobar de Oliveira e do vereador Rogério Yuri (pela bancada na Câmara Municipal) também foram baseadas na necessidade do fortalecimento partidário, da defesa do governo de Reinaldo Azambuja e da pré-candidatura de Riedel. 
O vereador Sergio Nogueira participou da reunião. Já o deputado estadual Marçal Filho e o secretário de Estado Geraldo Resende foram convidados, mas tinham outros compromissos agendados anteriormente.

Comentários