(Foto: Divulgação/PSDB)

Partido não definiu quando vai retomar votação. Executiva nacional se reúne com a empresa que desenvolveu o aplicativo

A executiva nacional do PSDB informou no início da noite deste domingo que a votação remota para escolha do pré-candidato à Presidência da República pela legenda foi suspensa, sem previsão de retorno para conclusão. Já os votos feitos em urna eletrônica foram concluídos às 18 horas.

“O processo de votação em aplicativo encontra-se pausado em razão de questões de infraestrutura técnica, que não comportou a demanda dos votantes das prévias. (…) O PSDB definirá nova data para reabertura do processo de votação para que todos os filiados que não puderam votar neste domingo possam, com tranquilidade e segurança, registrar o seu voto e concluir a escolha do nosso candidato às eleições presidenciais de 2022”, informou em nota.

O partido explicou que os votos registrados neste domingo estão preservados e o PSDB está definindo, junto com os candidatos, em que momento o processo será retomado. “Os votos recebidos tanto pelo aplicativo quanto por meio das urnas eletrônicas ao longo deste domingo serão totalizados ao final do processo de votação. A integridade e a segurança do sistema estão totalmente preservadas. Todos os votos registrados desde a abertura da votação neste domingo estão válidos e serão computados.”

O presidente nacional da legenda, Bruno Araújo, se reuniu na tarde deste domingo com os três pré-candidatos, os governadores de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e Arthur Virgílio, para discutir as ações a ser tomadas para finalizar a votação das prévias diante do problema do aplicativo. Até o fim da tarde, menos de 5 mil pessoas haviam votado pelo aplicativo. O partido tem mais de 44 mil filiados no país.

A proposta em discussão é deixar o aplicativo aberto para votação durante o restante da semana. O senador licenciado Tasso Jereissati estava na reunião e ao sair, informou à reportagem que o ideal era, de fato deixar a votação aberta. Há outras propostas na mesa, no entanto, com diferentes entendimentos entre os grupos de Eduardo Leite e João Doria. 

Doria e Arthur se apoiam internamente e saíram juntos da reunião com Bruno Araújo. Leite ficou reunido com Bruno Araújo e deixou o diretório nacional do PSDB por volta das 18h20. Eles devem se reunir com seus grupos, individualmente, antes de voltar para nova reunião no diretório nacional, com previsão de início às 20 horas. Enquanto isso, Araújo continua reunido com a empresa responsável pelo desenvolvimento do aplicativo e a outra responsável pela auditoria.

A equipe de Eduardo Leite já havia questionado a segurança do aplicativo antes das votações. Informações do PSDB apontam que aquelas questões foram resolvidas, e que agora as falhas foram outras, como o travamento da plataforma, impedindo os usuários de utilizarem.

Racha

Os problemas envolvendo o aplicativo expuseram ainda mais a divisão interna entre Leite e Doria. O governador de SP chegou a marcar uma entrevista coletiva com Arthur Virgílio, sem o governador gaúcho. Pouco depois, a coletiva foi suspensa e agora se discute uma entrevista à noite com a presença dos três pré-candidatos e Bruno Araújo.

Fonte: R7

Comentários