Por Rosildo Barcellos – articulista

A palavra “dom” em inglês é “gift”, que significa presente. Ou seja, dons são presentes! São dádivas. Existe uma parábola a respeito de três servos que receberam uma quantia em dinheiro de seu senhor. Cada um recebeu uma quantia diferente de prata. Eles deveriam investir e aumentar aquela quantia. Quando o seu senhor retornou, pediu-lhes conta do que haviam feito com o que receberam.

Os dois primeiros agiram de forma intensa. Eles duplicaram o valor que receberam. Seu senhor louvou a atitude deles e lhes deu ainda mais. Ele disse a cada um deles: “Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei…” (Mateus 25:21). O terceiro, no entanto, enterrou o que havia recebido e foi negligente. Ele devolveu ao seu senhor exatamente a mesma quantidade de prata, sem nenhum acréscimo e assim, até o pouco que tinha lhe foi tirado.

Podemos comparar essa quantia de prata aos dons e talentos que Deus nos deu. Por isso devemos cumprir o propósito para a qual Ele nos chamou e nos capacitou. Mesmo que tenhamos apenas um pouco em nossas mãos, se formos fiéis nesse pouco, em breve chegaremos ao muito.

O que você tem feito com os presentes que Deus lhe deu? Onde estão os seus dons? Será que estão guardados em uma gaveta? Estão enterrados? Foi justamente isso que o cantor e compositor RENATO, em determinado momento da vida, no meio do Pantanal, ao olhar pra cima e se deslumbrar com as estrelas e luminosidade do céu, pensou: “Eu acredito que tenha algum propósito, eu ter recebido tantos presentes de Deus em forma de musica. E isso me fez não  querer deixar que se perdesse na poeira do vento.” – conclui.

Num relance, nesta mesma noite, sentiu uma brisa que fez as folhas das árvores caírem e pensou – Somos apenas folhas que  o vento leva…olhou para seu filho “Renato” que adormecido estava ao seu lado e decidiu: “ Filho, você é o fruto do amor que vive, escrevi canções para dizer e descrever esse amor…centenas delas, vamos como essas folhas  que caem em qualquer lugar, ao sabor do vento, vou te ensinar a vida e comigo vamos desenvolver o dom de cantar, e certamente, nesse caminho teremos a cura de todos os males, e apesar dos pesares, simplesmente amar.

Renato então deixou o seio do pantanal, e está com suas musicas sendo gravadas no R2 Home Studio. Estas, estarão em brevíssimo tempo nas plataformas digitais, e o CD para ser lançado em breve. Ele e seu filho, tocando juntos, produzindo as mixagens e os arranjos, com paixão no coração, a saudade no peito, seguem caminhantes, com um violão no ombro e um sorriso distante, enveredando pelas estradas do nosso rincão,tocando em eventos, fazendo shows em várias cidades, mas sem esquecer aquela paixão arrebatadora, aquele beijo, aquele perfume de mulher, que até hoje o faz parar em cada orelhão, moído e espremido de lembranças e saudades,  cantando “ quebrei todas as promessas, cai em contradição, teu telefone está chamando… atende a minha ligação.” E lembre-se Renato…voce ainda vai ouvir cantar!

Comentários