Homem foi julgado por populares. — Foto: Reprodução

O rapaz de 22 anos que matou a namorada, de 18, com 10 tiros em crime ocorrido no ano de 2021 em Campo Grande, foi condenado nesta sexta-feira (27) a 18 anos e oito meses de prisão em regime fechado.

Ele foi condenado pelo crime de homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe, por usar recurso que dificultou a defesa da vítima e por feminicídio no contexto da violência doméstica.

O assassinato ocorreu no dia 29 de setembro de 2021. Na ocasião, a vítima caminhava em uma rua do bairro Jardim Colibri quando foi atingida pelos disparos de uma arma de fogo.

Segundo a denúncia do Ministério Público, o casal manteve um relacionamento conturbado, com várias idas e vindas. Na acusação, a promotora Luciana Amaral Rabelo define como motivo torpe exatamente o ciúme exacerbado manifestado pelo réu em relação à vítima.

O réu chegou a ficar foragido por quatro meses, mas foi preso no dia 22 de fevereiro deste ano pela equipe da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM).

Na delegacia, o suspeito ficou em silêncio. Na fase de interrogatório judicial, negou a autoria do assassinato, alegando estar na casa de outra jovem com quem estava se relacionando.

Comentários