(Foto: Divulgação)

Provas serão aplicadas nos próximos domingos, dias 9 e 16, para isentos em 2020, faltosos e pessoas privadas de liberdade

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) será reaplicado nos dias 9 e 16 deste mês. Os participantes das provas devem ficar atentos ao que é permitido levar no dia do exame e o que é proibido.

A reaplicação é destinada aos isentos de 2020 que faltaram na prova devido a pandemia de Covid-19 e tiveram direito a isenção de taxa após decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) e também é direcionada aos candidatos inscritos em 2021 que não puderam fazer a prova por apresentarem sintomas de Covid-19 ou outra doença contagiosa. Pessoas privadas de liberdade (Enem PPL) também realizam as provas nos próximos domingos.

Assim como na prova aplicada em novembro, os candidatos devem levar documento original com foto no dia do exame e caneta esferográfica de material transparente e com tinta preta. Todos os participantes devem usar máscara cobrindo o nariz e a boca.

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) orienta que os candidatos levem máscaras extras caso seja necessário trocar. Também é recomendado que os participantes levem o cartão de confirmação.

Em Mato Grosso do Sul, são 9.663 pessoas inscritas para fazer a prova. Desse total, 8.555 são de pessoas que não conseguiram fazer o Enem em novembro de 2021, por motivos de saúde ou de logística, e para quem recebeu isenção da taxa de inscrição. Já no Enem PPL 2021, são 1.108 inscritos.

Documentos

O edital do exame especifica os documentos válidos para a identificação do participante no dia do exame, como cédulas de Identidade expedidas por secretarias de Segurança Pública, polícias Militar e Federal ou pelas Forças Armadas. Também será aceita identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive no caso de reconhecidos como refugiados.

A Carteira de Registro Nacional Migratório, prevista na Lei de Migração, também está entre a documentação válida para identificação, assim com o Documento Provisório de Registro Nacional Migratório. 

A identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes e que, por lei, tenha validade como documento de identidade poderá ser utilizada para identificar o participante. Além disso, passaporte e Carteira Nacional de Habilitação também são válidos, assim como a Carteira de Trabalho e Previdência Social.

Para a pessoa privada de liberdade, ainda é válido o formulário de identificação interna e o prontuário de identificação interna.

O que é proibido

Livros, apostilas ou qualquer impresso é vetado durante o Enem. Sair da sala para ir ao banheiro, somente com autorização e com acompanhamento de um fiscal. Deixar a sala antes de duas horas do início do exame também elimina o participante.

Anotação nas folhas de provas, entregues pela equipe de aplicação do exame, só pode ser iniciada depois da autorização do aplicador.

É proibido, ainda, deixar o local com o Cartão-Resposta, a Folha de Redação e a Folha de Rascunho. O Caderno de Questões só poderá ser levado pelo candidato que sair em definitivo da sala nos 30 minutos que antecedem o término das provas.

O aparelho de telefone celular pode ser levado, mas deve estar desligado e ser guardado dentro do envelope porta-objetos, lacrado e identificado, até que o participante saia definitivamente do local de provas. Se o aparelho emitir qualquer som, o que inclui toque ou alarme, mesmo que dentro do porta-objeto, o participante será eliminado. Portanto, se certifique de que desligou o seu aparelho celular.

*com informações R7

Comentários