Ter acesso à rede de água tratada é um direito básico de todo cidadão previsto na constituição brasileira e determinado pela Organização Mundial da Saúde da ONU. Com o intuito de levar esse direito para quem ainda não tem acesso a este serviço, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos (Agereg), determinou a concessionária dos serviços de água e esgoto, Águas Guariroba, a implantação da rede de abastecimento de água na Comunidade Samambaia com as respectivas ligações nas moradias. Serão 525 famílias beneficiadas.

A Agereg determinou o prazo de 10 dias para a concessionária fazer o levantamento técnico dos recursos para instalação da rede e das ligações. Por sua vez, a Águas Guariroba após esse levamento, fará os estudos no prazo de uma semana para anunciar o início das obras e valor do investimento.

Rede de água tratada chegará para as 525 famílias da comunidade Samambaia

Segundo o gerente de projetos sociais da Águas Guariroba, William Carvalho, essas famílias se enquadram nos requisitos para ter direito a tarifa social e o custo de R$ 240,00 para fazer a ligação poderá ser parcelado em até 36 vezes.

Conforme a agência municipal de regulação, das 525 famílias residentes, 314 já aderiram a proposta para receber as ligações de água. Em parceria com a Ouvidoria do município serão realizadas campanhas de divulgação e conscientização dos moradores da comunidade sobre os benefícios de ter água tratada em ligações regulares.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

A ação vai ao encontro do compromisso que a Prefeitura de Campo Grande assumiu com a Organização das Nações Unidas (ONU), de adesão aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), que tem como um dos princípios: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos.

Comentários