13/04/2020 16h53
Por: Redação

Para garantir a inclusão dos 2,6 mil alunos da Rede Municipal de Ensino (Reme), que possuem algum tipo de deficiência, a equipe da Divisão de Educação Especial está entregando, os cadernos com atividades curriculares, que foram adaptadas para atender às especificidades de cada aluno, a partir desta segunda-feira (13). O material também pode ser acessado online, clicando aqui.

Apenas os cadernos direcionados ao berçário até o grupo 3 não sofreram mudanças, pois eles trazem atividades de experiências e estímulos que já condizem com o nível de aprendizado destes alunos. Quanto às atividades dos grupos 4 e 5, foram adaptadas apenas as consideradas necessárias, já que a maioria atende às especificidades dos alunos com deficiências. Os demais anos tiveram as atividades totalmente adaptadas.

Segundo a chefe da Divisão de Educação Especial, Lizabete Coutinho, os cadernos foram produzidos de forma personalizada, o que significa que cada aluno vai receber um conteúdo exclusivo, adequado às suas necessidades. “Para garantir a inclusão desses alunos, nós precisávamos esperar a conclusão dos cadernos voltados aos alunos sem deficiências para realizarmos o trabalho de adaptação, que durou todo o feriado”, ressaltou.

As atividades contemplam alunos com deficiência intelectual, transtorno do espectro autista e paralisia cerebral. O Núcleo de produção Braille e tipos ampliados também atuou adequando as atividades para os alunos com baixa visão e cegueira.

Já a Sala de Recursos de Altas Habilidades e Superdotação estará funcionando online a partir desta segunda-feira para atender os alunos. Eles receberão atividades no email dos pais e poderão acessar vídeos gravados pelos professores com o conteúdo das oficinas que participam.

Os professores também vão disponibilizar atividades para todos os alunos que frequentam a Sala de Recursos Multifuncionais. Para alunos com surdez que necessitem da ajuda do intérprete, estão sendo criadas salas de aula no Google onde os intérpretes vão postar vídeos explicando as atividades, além de realizar a adequação das atividades de forma imprensa.

Os pais que não têm acesso à internet podem solicitar a impressão na unidade onde o filho estuda. Basta se informar quanto ao horário de atendimento pelos grupos e redes sociais da escola. Muitas escolas já realizaram a entrega na manhã desta segunda-feira.

A dona de casa Taís Fragelli, mãe do aluno Heitor, de 9 anos, estudante do 3º ano da escola “Nicolau Fragelli”, municipalizada este ano, disse que já analisou as atividades adaptadas e ficou satisfeita com o resultado. Ela explicou que Heitor é autista, por isso seu aprendizado se baseia em elementos concretos ou com ilustrações. “Gostei muito porque tem muitas figuras, o que ajuda na compreensão dele. Já estou me organizando para trabalhar as atividades da melhor forma. Também estou tendo muito apoio da técnica do pólo, que tira todas as dúvidas”, frisou. Na opinião de Taís, as atividades para as crianças com deficiências são fundamentais para manter a rotina escolar. “Dessa forma ele não perde o vínculo com a escola e também se sente valorizado”, concluiu.

Reme disponibiliza cadernos com atividades adaptadas para alunos com deficiência

Comentários