Prédios de apartamento no Jardim Canguru. (Foto: Gov. MS)

Será entregue na próxima quinta-feira (30), em Campo Grande, o Residencial Jardim Canguru, que contemplou 300 famílias de baixa renda com apartamentos sociais. O empreendimento está localizado no bairro Jardim Centro-Oeste e custou quase R$ 23 milhões, pagos com recursos do FAR (Fundo de Arrendamento Residencial) por intermédio do programa Casa Verde e Amarela, do governo federal, e contrapartidas da Prefeitura (projeto, viabilização e doação do terreno) e Governo do Estado.

Ao todo, cada apartamento tem 47m², constituído por dois quartos, sala, cozinha, banheiro e lavanderia. No residencial, há um espaço para confraternização, playground e quadra de areia. No dia 15 deste mês, aconteceu a assinatura dos contratos de financiamento num evento realizado no Armazém Cultural.

Entre os beneficiários, a dona de casa Eliza Queiroz de Souza, 36 anos, disse que não vê a hora de mudar, junto com a filha Samara, de 18 anos, que tem microcefalia. “Ela já quer mudar hoje e estamos imaginando o que vamos colocar lá dentro, montando o quarto, sala e cozinha na nossa cabeça”, contou.

A diarista Fernanda de Souza Oliveira, 40 anos, chegou no local do evento, no Armazém Cultural da Esplanada Ferroviária, às 5h, por causa de tanta ansiedade. “Eu não consegui ficar em casa. Estava ansiosa, esse é mais que um sonho realizado porque já passei por muita coisa nessa vida, dificuldades. Quero uma vida”, desabafou.

Nas primeiras duas semanas deste mês a Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários organizou um calendário de visita ao condomínio para os contemplados conhecerem onde iriam morar.

Já no primeiro dia de visita a auxiliar de dentista Elizabete dos Santos, de 36 anos, vistoriou seu novo lar. Ela estava acompanhada de um de seus filhos, o estudante Davi, de 13 anos, e de sua mãe, Eurides dos Santos, de 63 anos. “Como eu sonhei com este momento. Um sonho realizado. Quando abri a porta, não imaginava que seria assim, tão lindo e perfeito”, disse Elizabete, emocionada.

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, deve participar da solenidade de inauguração.

Comentários