29.8 C
Campo Grande
sexta-feira, 23 de fevereiro, 2024
spot_img

Restauração do Maria Constança é entregue pelo Governo em noite de memórias e olhar para o futuro

Onde outrora fora Liceu, rodeado por ingazeiros na frente e uma linha de ferro marcada pelo trânsito intenso nos fundos, hoje estão abrigadas memórias de uma época em que o tempo parecia um passeio, sem correr, acolhidas as perspectivas de jovens que sonham com um amanhã próspero e o conhecimento que é base para a sociedade.

Como um livro aberto, conforme o aclamado Oscar Niemeyer desenhou para sua fachada, a Escola Estadual Maria Constança de Barros Machado recebeu o tratamento que lhe é justo, sendo restaurada por completo e entregue à população pelo governador Eduardo Riedel na noite de quinta-feira (28), no bairro Amambaí.

Logo na chegada, Riedel assistiu ao primeiro ato da cerimônia: a apresentação teatral e musical de alunos da escola no auditório da escola. Em seguida, ciceroneado por estudantes ele conheceu o colégio, visitando salas de aula, refeitório, laboratório e a quadra coberta do local, onde mesmo de terno até arriscou saques de vôlei.

“Obrigado por terem me apresentado não só a escola, mas o que se faz aqui dentro. Após um dia longo de agendas, quando cheguei aqui parece que renovou e redobrou a energia ao saber que estamos no caminho certo”, agradeceu o governador.

Eduardo Riedel em sua caminhada pela escola teve a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a história da escola Maria Constança – assim nomeada em homenagem a ex-diretora – e ver uma experiência química feita pelos alunos no laboratório.

Restauração do Maria Constança é entregue pelo Governo em noite de memórias e olhar para o futuro
Restauração do Maria Constança é entregue pelo Governo em noite de memórias e olhar para o futuro
Restauração do Maria Constança é entregue pelo Governo em noite de memórias e olhar para o futuro

“O brilho nos olhos dos alunos ao apresentarem a peça de teatro, ao explicar no laboratório a formação do leite de magnésio, ser recebido por por aluna que falando em inglês, a biblioteca, o Gabriel nos recebendo com duas medalhas no peito, orgulhoso, são essas coisas que nos dão propósito para entrar na vida pública”, diz Riedel.

Um dos que acompanharam o governador pelo prédio foi o estudante do 2º ano do Ensino Médio, Pedro Henrique Acosta, de 16 anos. “A gente mostrou mostrar curiosidades da nossa escola, o orgulho que temos dela, da conquista dessa reforma. Mostramos que aqui os alunos terão um brilhante futuro”, explica Pedro, completando que o governador estava bastante interessado durante a visita.

Passado projetando o futuro

Após a visita, foi realizada a segunda parte da cerimônia, sendo entregues homenagens para diversos ex-alunos, sucedida pelos discursos das autoridades. “Pelos ex-alunos homenageados, podemos imaginar o que acontecerá com esse Estado quando esses alunos de hoje estiverem em idade produtiva, na idade”, destaca o governador, que continua.

“Quando a gente senta, discute, briga na Assembleia por um motivo ou outro, é para ter esse resultado. O que está em questão não é o valor da restauração desse patrimônio, que é histórico. É o que tem aqui dentro. É a lousa digital, os professores motivados que passam por formação continuada, é o ambiente seguro, tranquilo”, conclui.

A restauração da Escola Estadual Maria Constança recebeu R$ 10.016.837 de recursos estaduais. O montante aplicado em obras somou R$ 8,8 milhões, enquanto a aquisição de equipamentos e mobiliários recebeu investimento de R$ 1,1 milhão.

Desde auditórios até sistema de prevenção de incêndios passaram por intervenção, assim como as instalações elétricas e hidrossanitárias de toda a escola. Consta 11 lousas digitais, armários, mesas, conjuntos escolares, carrinho térmico para o refeitório, tablets, chromebooks, entre outros na lista de aquisições de equipamentos.

Restauração do Maria Constança é entregue pelo Governo em noite de memórias e olhar para o futuro

Fazem parte dessa história

Vários nomes foram homenageados durante aquela noite, como o fotógrafo Roberto Higa, o músico Moacir Lacerda (um dos fundadores do Grupo Acaba, criado por ex-alunos do Maria Constança e que se apresentou na noite de ontem na escola). Também esteve ali a procuradora de Justiça, já aposentada, Adalgisa da Silva Nery.

“Estudei aqui de 1963 até 1967, quando terminei o primeiro científico. Era a melhor escola da época, muitos que aqui estudaram se tornaram pessoas de destaque. Quando cheguei aqui já me emocionei. Fiz muita ginástica nesse pátio, lembro dos murais que a gente fazia para dar notícias, colocava nossos trabalhos para exposição, viamos nosso nome no mural. Era uma emoção grande”, comenta Adalgisa.

Ela também avalia positivamente a restauração da escola, revelando que passava em frente do prédio e via que ele estava em obras, se animando com o resultado que viria. “Eu via tijolos, caçamba, pensava que iria ficar bonito. E hoje vendo o resultado gostei mesmo do resultado, ficou tudo muito bonito”.

A escola Maria Constança é marcante para quem por ali já passou e também para os que ali ainda estão. Matheu Maglio tem 16 anos e cursa o 3º ano do Ensino Médio. Ele é um dos alunos que fizeram a apresentação teatral na abertura da cerimônia, fazendo parte do grupo há um ano, atuando em peça sobre a história da escola.

“Essa escola nos emociona pela arquitetura, pela história que tem, mas marca também pela conexão entre os professores e alunos. Eles se preocupam muito com a gente, dão uma atenção pedagógica. Além disso, é muito bom estar em uma escola restaurada. Gostei muito, pois ficou bastante moderna, bem bonito a obra”, conta Matheu, um dos 380 estudantes da escola, que oferta também o Ensino em Tempo Integral.

Restauração do Maria Constança é entregue pelo Governo em noite de memórias e olhar para o futuro

Fonte: Comunicação Governo de MS
Foto: Álvaro Rezende

Fale com a Redação