Prefeito de Mundo Novo e Diretor-presidente Sanesul

A Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul deu nova ordem de serviço para a ampliação do sistema de esgotamento sanitário de Mundo Novo. A cidade vai ter mais 60,2 km de rede coletora e mais 2.461 ligações domiciliares, que foram garantidos com recursos da própria empresa Sanesul via Programa Avançar Cidades.

No primeiro semestre deste ano, a Sanesul deu início na implantação do sistema de esgotamento sanitário no município, que agora recebe mais um reforço para que as obras alcancem um maior número de imóveis, ampliando o acesso dos moradores ao serviço de saúde pública.

A população de Mundo Novo aguardava a chegada dessas obras, um projeto antigo que se concretiza este ano graças ao esforço em conjunto entre Governo do Estado e Sanesul, que montaram um plano de universalização do esgotamento sanitário para todos os municípios de MS.

O prefeito Valdomiro Sobrinho esteve na sede da Sanesul para receber a notícia do diretor presidente Walter Carneiro Jr. O valor desse novo investimento em esgotamento é de R$ 12,6 milhões de reais.

Prefeito e diretor falaram da importância das obras de saneamento para a saúde pública, uma parceria entre prefeitura e o governo do estado que se mantém firme para a universalização do saneamento.

“Estamos construindo um ambiente de melhor qualidade de vida para os moradores, dando para a dona de casa a segurança que ela precisa para cuidar da família. A nossa tarefa é contribuir para a saúde pública dos municípios com projetos que diminuam os casos de doenças causadas pela falta de saneamento. Água tratada e esgoto tratado é compromisso da Sanesul e governo do estado com toda a população de MS, criando um ambiente melhor para se viver”, enfatizou o diretor.

Resumo das obras em MUNDO NOVO:

Atualmente, a Sanesul executa R$ 18,2 milhões em obras de esgotamento sanitário em Mundo Novo, totalizando 72km de rede coletora, 2.964 ligações de imóveis, e a construção de uma ETE – Estação de Tratamento de Esgoto. Essas obras também contam com recursos de convênio da Funasa.

Fonte: Acom Sanesul

Comentários