Foto: Basso

O Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS), considerado referência para o tratamento de pacientes com Covid-19, atingiu 98% de ocupação dos leitos críticos. Diante disso, os pacientes estão sendo transferidos principalmente, para a Santa Casa de Campo Grande.

De acordo com a assessoria de imprensa da Santa Casa, atualmente a taxa de ocupação é de 80% nos leitos clínicos e 85% nas UTIs (unidade de Tratamento Intensivo). Nas últimas 24 horas não foi realizada nenhuma transferência de pacientes, devido a dificuldade móvel de logística do Hospital Regional até a Santa Casa.

Vale ressaltar, que esses números não correspondem a pacientes com covid-19, mas sim internações por outras doenças.

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, lamentou a medida que precisou ser viabilizada com urgência.
Além disso, a contratação de novos leitos está em andamento na capital.

“É lamentável que tenhamos chegado a esse ponto, que ultrapassou o ponto crítico no HR, unidade hospitalar de referência para o tratamento do coronavírus e atua no enfrentamento da pandemia, por isso as medidas estratégicas são essenciais. Estamos na fase III do Plano de contingência do Hospital. É um alerta vermelho”, finalizou Resende.

Comentários