Seriema com protese (Divulgação/Portal MS)

Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) realizou no mês de setembro um procedimento de confecção de prótese em impressora 3D para uma seriema adulta. A ação envolveu programação avançada tridimensional para a confecção do membro do animal, tornando o feito pioneira em animais silvestres em nosso país. Foi mais uma das ações realizadas pelo CRAS no suporte à vida selvagem em Mato Grosso do Sul. A ave foi trazida pela PMA (Polícia Militar Ambiental) e estava com membro amputado devido a atropelamento ocorrido na região do município de Costa Rica.

A prótese, feita por filamento especial para essa finalidade, foi produzida em uma impressora 3D doada pelo naturólogo Richard Rasmussen ao médico veterinário Dr. Lucas Cazati, do CRAS para utilização no trabalho realizado pelo Centro. “A seriema foi vítima de atropelamento e encaminhada ao CRAS em 12 de agosto. Ela chegou com ausência de uma das pernas devido ao atropelamento. Foi então, realizado procedimento terapêutico, exames clínicos e iniciamos o processo de produção da prótese, no intuito de proporcionar uma melhor recuperação com qualidade vida para essa ave. Estamos agora na fase de cuidados frente a adaptação da nova perna (membro) para acompanhar a reabilitação e reintegração com outras aves da mesma espécie”, informou Cazati.

De acordo com Lucas, “o CRAS por ser pioneiro em banco de bicos e por executar esse tipo de manobra que reverbera na preservação das espécies, também conta agora com o apoio na produção de próteses para animais com ausência de membros. Em situações como essa, mesmo que um animal nessas condições não possa voltar a natureza, não haverá impeditivo, por exemplo, de que ele tenha qualidade de vida, continue se reproduzindo e gerando descendentes. Dessa maneira, a gente continua contribuindo para o equilíbrio na natureza”, finalizou o médico veterinário.

Em março de 2020, CRAS realizou implante de bico em uma arara-Canindé, com reconhecimento nacional entre as instituições de ensino superior. O Centro de Reabilitação de Animais Silvestres está localizado no Parque Estadual do Prosa e é uma coordenadoria da Gerência de Recursos Pesqueiros e Fauna do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), órgão vinculado à Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

Comentários