Para proporcionar mais segurança e conforto durante a instalação e vistoria de tornozeleiras eletrônicas, uma cadeira própria e totalmente personalizada foi desenvolvida e já está em uso na Unidade Mista de Monitoramento Virtual Estadual (UMMVE), na capital. A ideia inovadora surgiu do policial penal Vinícius da Silva Correa e tem possibilitado maior eficiência e facilidade durante os procedimentos realizados pelos servidores.

A invenção é resultado de cinco meses de trabalho intenso nos horários de folga de Vinícius. Ele revela que a ideia surgiu no início do ano e foi se aprimorando até em meados de abril, quando conseguiu reunir todos os materiais necessários, por meio de doação dos próprios colegas de profissão e, até mesmo, com recursos próprios.

“Tudo iniciou com a dificuldade que enfrentávamos em relação ao manuseio do equipamento junto ao monitorado, era bem desconfortável, percebi que o lugar que foi adaptado era muito baixo e que precisávamos de um mecanismo diferenciado”, destaca o servidor.

A maquete foi inspirada na cadeira de barbeiro e manicure.

Primeiramente foi montada a estrutura e depois realizadas algumas adequações de ampliação até a esquematização da maquete. “Eu me inspirei na cadeira de barbeiro, depois fui aperfeiçoando e pegando alguns detalhes da cadeira de manicure, principalmente em relação à possibilidade de ajustes de suspensão e de apoio ao pé”, conta.

Pertencente à Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), atualmente a Unidade de Monitoramento realiza o controle de 1.933 monitorados por tornozeleiras em Mato Grosso do Sul.

Ainda em fase de teste, a cadeira já possibilitou uma posição mais alta e estratégica aos profissionais, com maior aproximação do tornozelo do monitorado; além de garantir maior conforto e, principalmente, segurança.

Equipada com painel frontal de madeira, o equipamento contribui, ainda, na diminuição do contato direto entre o monitorado e o servidor, prevenindo ainda a disseminação de doenças infectocontagiosas. Além disso, possui uma base que serve de apoio, o que garante maior proteção aos envolvidos e conta com um refletor instalado na parte inferior, facilitando os procedimentos de vistorias.

Ao todo, foram utilizados 15 tubos para montar a estrutura da cadeira, o mesmo usado em antena de TV a cabo, além de chapas de ferro e compensados para fazer o assento e o encosto.

Com investimento aproximado de R$ 300,00, Vinícius conta que a execução aconteceu em Anastácio, cidade onde possui residência própria. “Como não tenho espaço físico na minha residência atual em Campo Grande, eu resolvi fazer tudo lá, onde eu mexia aos finais de semana, então foi de pouco em pouco e finalizei agora em setembro”, afirma.

Servidor de carreira há seis anos, Vinícius é formado em Letras e pós-graduado em Gestão em Segurança Prisional. Com noção de serralheria e tapeçaria, ele destaca que está com sentimento de dever cumprido e vê que a invenção atendeu bem todas as expectativas. “Acredito que se cada um se doar um pouquinho, mesmo em meio às dificuldades, a gente facilita para todo mundo. Estou sempre pronto para ajudar a somar, isso faz parte de mim”, conta.

Vinícius comemora o sucesso da invenção que facilitou o trabalho dos servidores, proporcionando mais conforto e segurança no manuseio das tornozeleiras.

O sucesso da invenção foi tanto, que outros Estados da Federação já demonstraram interesse em copiar o modelo. Para o servidor, o objetivo da ideia, que se transformou em realidade, é realmente que se espalhe, seja para outros polos no interior do estado, seja Brasil afora. “Agora vou realizar o projeto por escrito e de forma vetorizada, para facilitar a disseminação”, informa o inventor.

Exemplo

Mas não é de agora que a boa vontade do servidor resulta em boas ações para a instituição, é o que revela o diretor da UMMVE, Ricardo Teixeira de Brito.

“Sempre muito prestativo, Vinícius já contribuiu em diversas outras ocasiões aqui na unidade, como por exemplo quando inauguramos o prédio e a unidade ainda não estava funcionando, foi ele quem se propôs a passar a noite aqui para cuidar do local”, conta, reforçando que o servidor sempre vai além de sua função, já tendo até ajudado a capinar o terreno da UMMVE, e sempre colabora com seu conhecimento na manutenção em geral, dirige a viatura furgão, dentre muitos outros serviços. “Posso dizer que ele é um servidor ‘fora da curva’. Parabenizo por todo o tempo de dedicação ao trabalho, que tem feito a diferença; essa cadeira de instalação foi mais um feito de excelência do Vinícius”, elogia Teixeira.

Para o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, a criação da cadeira é um exemplo do quanto os servidores se empenham em realizar seu trabalho com eficiência, mesmo diante de todos os percalços e desafios diários do sistema prisional.

O dirigente reforça, ainda, a atuação modelo da Unidade de Monitoramento Virtual do Estado que serviu de referência para o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) na definição das diretrizes a serem adotadas em todo o país para este tipo de serviço. “Meus agradecimentos ao Vinícius por demonstrar este amor à instituição, fazendo a diferença e já deixando seu nome registrado na história da agência penitenciária, e também a toda a equipe da Unidade de Monitoramento, que mantenhamos este trabalho de excelência, continuando a fazer de Mato Grosso do Sul referência em boas práticas”, finaliza.

Tatyane Santinoni e Keila Oliveira.

Publicado por: imprensaagepen

Comentários