O Enfoque MS noticiou a uma semana da realização do “Festival Mais Cultura 2021” pela UFMS (Universidade Federal de MS), com 15 dias de diversas atrações culturais de vários segmentos. Hoje, reforçamos que o evento se inicia nesta sexta-feira, sendo de 22 de outubro a 5 de novembro, de maneira híbrida, com atividades presenciais e on-line. Na programação, gratuita e aberta ao público, além de palestras e oficinas estão também apresentações de dança, música e a exibição de filmes. O evento ocorrerá no teatro Glauce Rocha, entre os presenciais e os somente online, todos serão exibido pelos canais de comunicação da instituição. Veja abaixo, detalhes de cada modalidade em dias e o que será realizado.

O pró-reitor de Extensão, Cultura e Esporte, Marcelo Fernandes,explica como será a programação e realização de apresentações em ainda tempos de Pandemia. “As atrações culturais que são ofertadas à comunidade são parte muito importante do Festival Mais Cultura. Muitas atividades que antes eram realizadas em salas de aula e corredores, agora estão no ambiente virtual. Mas nesta edição teremos uma programação híbrida, com apresentações no Teatro Glauce Rocha. Mas, por questões de biossegurança e atendendo ao Plano da Universidade limitaremos o acesso, serão 300 pessoas, mas todos os interessados poderão assistir por meio do canal da TV UFMS e pela nossa rádio”, informou.

O professor lembrou ainda que os interessados na atividade presencial devem retirar ingressos no próprio teatro, com meia hora de antecedência das realizações. “Convido nossa comunidade que ama a cultura a consultar a programação completa do Festival Mais Cultura 2021 no site proece.ufms.br/maiscultura”, complementou.

Música

Entre as apresentações musicais estão a abertura do Festival Mais Cultura 2021, no dia 22 com o  Núcleo Sinfônico da UFMS, a partir das 20h no Teatro Glauce Rocha, o show dos Hermanos Irmãos no dia 28, a partir das 20h e o encerramento no dia 5 de novembro com o Coral de Trombones da Universidade, todos com transmissão pelo canal da TV UFMS.

Nos dias 24, 25, 26 e 27 de outubro, sempre às 20h, no Teatro Glauce Rocha e no canal da TV UFMS, serão realizadas as apresentações do Encontro com a Música Clássica. Em sua 14ª edição, o festival integra o Festival Mais Cultura 2021 com a participação da Orquestra Sinfônica de Campo Grande e convidados.

“Vamos homenagear o centenário de nascimento de um dos principais compositores latino-americanos, o argentino Astor Piazzolla. Decidimos tocar ‘As quatro estações portenhas’ de autoria dele, juntamente com ‘As quatro estações’ de Vivaldi, nas quais ele se inspirou. Em cada dia do festival tocaremos uma das estações, além de outras obras”, contou o diretor executivo do festival, Jardel Tartari.

O evento trará ainda obras e artistas regionais, solistas e grupos de todo o estado e também destaques nacionais. Além dos concertos, estão previstas atividades didáticas e a participação dos seguintes projetos sociais: Orquestra de Violoncelo de MS, Orquestra Indígena de Campo Grande, Coral do Centro de Integração da Criança e do Adolescente (Cica), projeto Filarmônica Jovem do MS e projeto Sesc Lageado. “São ações que destacam a valorização que o Festival traz também às atividades educativas. Vai ser bastante emocionante, principalmente por estarmos podendo ver e ouvir música ao vivo, e estarmos retornando aos ambientes sociais. O repertório também tem uma carga emocional muito grande e isso é visível já nos ensaios e estudos”, informou. O cronograma completo do Encontro com a Música Clássica pode ser acessado neste link.

Dança

Nos dias 30 e 31 de outubro às 16h e no dia 1º  de novembro às 19h30 serão realizadas as apresentações do Prêmio Onça Pintada e 7ª Mostra Internacional de Dança. A premiação, realizada desde 2014, objetiva “valorizar e abrir espaço para o direito de criação e produção cultural, focando em sensibilidade, participação, inclusão e superação. É um evento que abraça todas as danças com a garra e a determinação de uma onça. É puro movimento, evolução e continuidade, para transformar pessoas”, apontou a coordenadora e diretora geral, Neide Garrido.

O Prêmio contempla as modalidades: Ballet Clássico de Repertório; Ballet Clássico Livre; Dança Contemporânea, Jazz, Danças Urbanas; Sapateado; Danças Populares; Danças Árabes, Estilo Livre e Vídeo Dança. Serão cerca de 1.500 bailarinos e artistas da dança, diretores, professores, coreógrafos e criadores, “todos envolvidos em mostrar seus trabalhos, em sair das quatro paredes e voltar à cena, em novamente dar vida à dança. A felicidade é tão grande, que as expectativas para este evento são muito positivas”, afirmou.

As apresentações terão público limitado a 300 pessoas e a previsão é de que haja também um telão para transmissão do lado de fora do teatro, além da transmissão pelo canal da Diretoria de Escola de Extensão da UFMS. Os Prêmios Onça Pintada serão concedidos por meio de valor em dinheiro, troféus, medalhas, bolsas de estudo nacional e internacional e premiações especiais.

Outros artistas também sobem ao palco do Glauce Rocha para apresentações de dança. No dia 3 de novembro, a Luminus cia de Dança apresenta o espetáculo “Términus”, e no dia 4, bailarinos locais e professores do “1º Festival Caminhos do Tango” apresentam o espetáculo de mesmo nome, “Caminhos do Tango”. As atividades iniciam a partir das 19h30.

Cinema

O Festival Mais Cultura 2021 terá ainda uma programação voltada aos interessados nas produções audiovisuais. Entre as ações estão sessões do Cineclube, uma exibição no Autocine e o Desver – Festival de Cinema Universitário de MS.

Cineclube é um projeto de extensão do curso de Audiovisual da UFMS, que a cada semestre trabalha um recorte, visando a ampliar o conhecimento cinematográfico dos participantes. Neste semestre são filmes dirigidos por mulheres. O coordenador, Julio Bezerra, explicou que as sessões on-line são em uma plataforma usada geralmente para jogos. “Nos encontramos virtualmente, faço uma breve introdução ao filme, fazemos uma contagem regressiva e damos o play juntos, para cada um assistir de sua casa. Depois, debatemos o conteúdo”, disse.

No dia 22 de outubro, às 18h, a exibição será da comédia “O rapaz que partia corações”, de 1972, dirigida por Elaine May. “Essa diretora talvez seja uma das poucas representantes femininas da geração da ‘Nova Hollywood’. O filme foi um sucesso de crítica e de público e é muito engraçado”, contou.

No dia 29, também às 18h, a exibição será da obra “Retrato de Jason”, de 1967, dirigida por Shirley Clarke. “É um filme que fica entre o documentário e a ficção, traz recortes de uma entrevista feita ao longo de 12 horas com um homem negro de meia idade. Ele conversa um pouco sobre sua vida e sonha com uma carreira de performances em cabarés”, revelou o professor.

Ainda para o dia 29, está programada para as 19h uma exibição no Autocine. O filme “A dama do rasqueado”, dirigido por Marinete Pinheiro, traz a história da cantora Delinha.

E de 3 a 5 de novembro será realizada a mostra competitiva do Desver – Festival de Cinema Universitário de MS, que está em sua 3ª edição. Ao todo foram mais de 80 inscrições de todo o país e a lista com os selecionados deve ser divulgada em breve no site www.desver.com.br. O vencedor será anunciado no último dia.

“Os festivais universitários em geral se caracterizam por filmes que têm relação mais livre com a linguagem cinematográfica, teremos filmes de todo o Brasil, dos mais diferentes cursos de Cinema do país, acredito que teremos uma diversidade bem grande na programação”, afirmou o professor Julio Bezerra, que também coordena a ação.

Além da mostra competitiva, o evento é composto ainda por duas oficinas gratuitas, uma sobre a distribuição de curtas-metragens e outra sobre a mixagem de som; e uma sessão de filmes produzidos por indígenas. “Temos uma produção indígena crescente no estado e achamos importante que isso seja refletido no festival”, pontuou.

Programação

Algumas atividades do Festival Mais Cultura 2021 necessitam de inscrição prévia para controle da quantidade de participantes e emissão de certificados. Acesse proece.ufms.br/maiscultura para conferir a programação completa e os detalhes de cada atividade, além dos links de inscrição e transmissão (no caso das atividades on-line).

Comentários