02/05/2020 08h30
Por: Redação

A polícia militar foi acionada na madrugada de hoje (2), por jovens que faziam “social entre amigos”, em um salão de festas no bairro Coophavilla II. A entrada de pessoas saiu do controle e os jovens acabaram sendo rendindos por um homem armado, que dispararou diversos tiros contra as pessoas que estavam na festa.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a anfitriã da festa uma jovem de 19 anos contou que foram chegando pessoas além do esperado e que por isso teria fechado o portão do local. No entanto, um homem chutou o portão, pulou o muro e disparou diversos tiros contra ela e os convidados. A jovem acabou sendo rendida com mais três amigos, pelo rapaz acusado de invadir a festa.

Ainda segundo a vítima, todos foram colocados de joelho e ameaçados de morte. Ela reagiu e entrou em luta corporal com o rapaz que chegou a disparar mais tiros, mas não conseguiu atingi-la. Os outros três amigos da jovem, foram tentar ajudá-la e um deles usou um espeto de churrasco e golpeou o individuo no braço, pescoço e costas, causando cortes profundos.

A confusão ainda continuou quando o comparsa do invasor tentou pular o muro também, mas os jovens usaram a arma do individuo já ferido para espantá-lo. A jovem anfitriã da festa foi quem ligou para a polícia.

A polícia identificou o invasor por R.A.S de 23 anos e seu comparsa R.T.L também de 23 anos. Quando chegaram no salão de festa R.A.S já estava inconscinete devido aos frimentos e foi levado pelo corpo de bombeiros para a Santa Casa, onde permanece internado sob escolta da Força Tática.

As vítimas foram encaminhadas para a delegacia sem nenhum ferimento. Vale ressaltar, que mesmo diante das frequentes recomendações das autoridades regionais e internacionais, os jovens ignoraram as regras de isolamento e distanciamento social, devido a pandemia do Covid-19.

Ilustração

Comentários