De acordo com a polícia, o principal suspeito é o ex-companheiro da vítima que não aceitava o fim do relacionamento.

O principal suspeito, um homem de 42 anos, de ser autor do feminicídio ocorrido na noite de ontem (4), que vitimou Fabiana Lopes dos Santos, 37 anos, no Parque do Lageado, em Campo Grande, já havia matado a ex-sogra, no natal de 2018. Ele está sendo procurado pela polícia.

O ex marido de Fabiana responde a processos anteriores por delitos em contexto de violência doméstica e chegou a ser julgado pelo crime de homicídio qualificado que vitimou a mãe da Fabiana, Alzair Bernardo Lopes, de 58 anos, em 24 de dezembro de 2018. O homem foi condenado por apenas um ano de internação compulsória porque a defesa alegou insanidade mental, tese que foi aceita pelos jurados. Ele saiu da cadeia em setembro deste ano. 

Ontem (4), Fabiana foi morta com pelo menos 19 golpes de faca que atingiram as regiões do ombro, tórax e braço. 

+ Mulher é assassinada pelo ex no Lageado

Testemunhas contaram à policia, que ouviram gritos de socorro e encontraram a vítima no final da Rua Evelina Figueiredo Selingardi, a cerca de 300 metros da Usina de Triagem de Recicláveis (UTR).

Equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas a vítima acabou morrendo no local. O corpo da vítima está no Instituto Médico de Odontologia Legal (Imol).

Em boletim de ocorrência registrado em novembro deste ano, Fabiana chegou a relatar que havia se reaproximado do suspeito em razão dos filhos do casal, mas quando o informou que não tinha interesse em reatar o relacionamento, passou a ser perseguida e ameaçada. 

Na ocasião, ela disse que não tinha a intenção de que ele fosse processado criminalmente, mas solicitou medidas protetivas.

O suspeito está foragido e as Polícias Civil e Militar continuam em diligências no intuito de localiza-lo.

Comentários