Cancelamento do auxílio pode ser contestado (Foto: Leonardo Sá/Agência Senado)

Solicitação para reanálise com base nos dados da Dataprev pode ser feita pelo site do Ministério da Cidadania 

Os beneficiários que não receberam a parcela do auxílio emergencial neste mês têm até esta terça-feira (22) para apresentar um recurso para retornar ao sistema de pagamentos. O cronograma não é válido para o público do Bolsa Família.

Se o cancelamento do auxílio emergencial puder ser contestado, o registro do cidadão será reanalisado pela Dataprev e será possível voltar a receber o benefício, caso seja reconhecido o erro.

Para verificar a possibilidade de retomar o pagamento do benefício, o cidadão deverá entrar no site do Ministério da Cidadania, verificar se há parcela aparece com a situação “cancelada” e clicar no botão “contestar”.

O acesso ao sistema é autorizado após o beneficiário acessar a consulta a partir do preenchimento de do CPF, nome completo e nome da mãe no sistema do governo federal.

De acordo com o Ministério da Cidadania, responsável pelo auxílio emergencial, o objetivo da contestação é permitir que essas pessoas tenham uma nova análise com bases mais atualizadas de seus bancos de dados.

Fonte: R7

Comentários