Deputado estadual Capitão Contar (Foto: divulgação)

Capitão Contar solicita medidas urgentes quanto ao atendimento e tratamento da população contra a Covid-19

O deputado estadual Capitão Contar (PSL) enviou nesta segunda-feira (5), ofício para o Ministério Público Estadual, para o Governo de Mato Grosso do Sul e para Prefeitura de Campo Grande, solicitando medidas urgentes quanto ao atendimento e tratamento da população contra a Covid-19.

No ofício o parlamentar relata as dificuldades apontadas por diversas pessoas e apresenta o exemplo de uma cidadã, que relatou a dificuldade em conseguir atendimento no Posto de Saúde do Bairro Tiradentes. Mesmo com sintomas desde o dia 30 e após consulta, saiu do posto com teste agendado para o dia 5 de abril e receita de medicamentos básicos, insuficientes para tratar a doença. A situação é recorrente, assim como este caso, existem diversos outros que chegam ao gabinete do deputado.

“Diariamente recebemos diversos pedidos da população no gabinete, pessoas que passam por situações como esta e não sabem a quem recorrer, estão desesperadas! Nos postos, são encaminhados de volta para casa do jeito que chegaram. Sem medicação correta, com orientação para esperar o agendamento para testagem e quando o protocolo de tratamento inicial à Covid-19 é prescrito, a população relata que a medicação não está à disposição! As pessoas não estão sabendo como proceder! A maior parte não possui condições de arcar com os valores de consulta particular, exame particular e, ainda, a medicação que não é disponibilizada nos Postos de Saúde. O sistema de saúde público tem o dever de atendê-las em suas mais urgentes demandas”, pede.

Segundo os relatos, os postos de saúde da Capital estão exigindo que o paciente apresente, em média, 05 a 10 dias de sintomas da Covid-19 para a realização do exame. Ou seja, dependendo o número de dias de sintomas, a espera pelo resultado da testagem alcança a fase inflamatória da doença. Nesse período, o paciente permanece sem qualquer tipo de tratamento, sem acompanhamento médico e sem isolamento social. Quando consegue a doença já está em estado avançado, levando a complicações e até o risco de morte.

Diante dos fatos apresentados, o documento solicita providências para garantir, acesso a testagens imediatas para diagnóstico da Covid-19, de forma que venha a ser detectado o coronavírus já na sequência do primeiro atendimento médico e que os resultados sejam apresentados com agilidade, permitindo, assim, que o tratamento e acompanhamento médico sejam eficazes e ocorram antes do agravamento da doença. Que as centrais de testes, anteriormente existentes, sejam reinstaladas, de maneira que tenham funcionamento pleno e intermitente, já que nem todas as unidades de saúde contam com estrutura e disponibilidade de insumos, muitas delas não estando preparadas para realizar com eficiência esse atendimento importante à população

Comentários