22.8 C
Campo Grande
quarta-feira, 22 de maio, 2024
spot_img

‘Todo Redemoinho começa com um sopro’ entra em cartaz em teatro reinaugurado

O mês de abril nem bem começou e já traz consigo opção de arte para a população. É a peça “Todo redemoinho começa com um sopro” que estará em cartaz, nos dias de 11, 12 e 13 de abril (quinta-feira a sábado), no Teatro Aracy Balabanian, que passou por reforma e foi reinaugurado recentemente. Gratuitas, as sessões serão sempre às 20h, com distribuição de ingressos meia hora antes de cada apresentação ou reservas pelo Sympla. O teatro fica situado no Centro Cultural José Octávio Guizzo, no centro da Capital. 

Com a recente reinauguração do Teatro Aracy Balabanian, a Cia OFIT escolheu o espaço para receber a peça por ser um local que já foi cenário de muitos trabalhos artísticos de MS e cujo próprio grupo já desenvolveu marcantes projetos.

“Para nós é a retomada de um espaço importante para o teatro sul-mato-grossense. A OFIT já esteve naquele palco com ‘A Serpente’, ‘No Gosto Doce Amargo das Coisas que Somos Feitos’ e tantos outros espetáculos. Inclusive, ‘No Gosto Doce e Amargo’ é uma peça que inspirou a criação da dramaturgia de ‘Todo Redemoinho começa com um sopro’”, destaca o diretor da Cia OFIT, Nill Amaral.

E, por falar em simbologia e lugares de memórias, o espetáculo que já vem sendo encenado há mais de 5 anos e passou por diversas cidades de MS, traz em sua trama algo que vai muito ao encontro com o Teatro Aracy Balabanian. Trata-se da história que está impregnada na parede de todo e qualquer imóvel, seja lar ou comércio, todo ponto físico guarda consigo uma narrativa à espera de atenção – espectador ou ouvinte.

Moradora original

'Todo Redemoinho começa com um sopro' entra em cartaz em teatro reinaugurado

Em “Todo Redemoinho começa com um sopro”, a dramaturgia traz a história de uma casa que, já sem sua moradora original, recebe dois jovens que têm a missão de empacotar objetos dessa mulher e assim esvaziar o local.

Um gesto a princípio simples, mas, que no decorrer da história revela um verdadeiro inventário de significados estranhamente encaixotados. Memórias esquecidas à espera de um visitante.

Para a atriz Karine Araújo, que protagonizou o espetáculo “Groselha”, com direção e produção da Cia OFIT, fazer parte de “Todo redemoinho começa com um sopro” é a oportunidade de ter uma nova vivência artística.

“Antes de tudo é um prazer entrar para o elenco, trabalhar com o Nill sempre implica em muito aprendizado, e é muito bom dividir a cena com o Samir e com a Nadja”, enfatiza a jovem atriz que já esteve em cena pela OFIT com o espetáculo “Groselha”. “É um processo totalmente diferente, pois em ‘Groselha’ o desafio era trazer a força e todas as simbologias do peso de ser mulher, e em ‘Todo Redemoinho’ diz muito sobre a vida e sobre como entendemos o fim sob a perspectiva de mais de uma personagem”.

Programação

Idealizada pela Cia Teatral OFIT, a 2ª Edição da Semana Clarice Lispector em Cena, promove palestras, performances, bate papo e a apresentação do espetáculo “Todo redemoinho começa com um Sopro, dramaturgia inspirada elaborada a partir dos ecos de outra montagem da Cia Teatral OFIT, “No gosto doce e amargo das coisas de que somos feitos”, concebida no ano de 2007.

'Todo Redemoinho começa com um sopro' entra em cartaz em teatro reinaugurado

Com dramaturgia de Éder Rodrigues e direção de Nill Amaral, o espetáculo conta no elenco com Nádja Mitidiero, Samir Henrique, Karine Araújo e Luciana Kreutzer (participação em vídeo). Na coordenação de criação de espaço e visualidade da cena, Gil Esper; na iluminação e montagem, Rodrigo Bento e Dudu Leite; videografia e arte designer Bruno Augusto, e produção de Cia OFIT.

O projeto conta com apoio cultural do Centro Cultural José Octávio Guizzo, da FCMS – Fundação de Cultura do Mato Grosso do Sul, da Setesc – Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cultura, do Governo de Mato Grosso do Sul, do Sesc de MS – Fecomércio, Rádio Uniderp FM – Fundação Manoel de Barros, Dico Panificadora e da Faculdade de Comunicação, Artes e Letras (Facale/UFGD).

A 2ª Edição da Semana Clarice Lispector em Cena, contará também com a performance teatral “Memória MS”, nos dias 11, 17 e 18 de abril, às 19h, também no Teatro Aracy Balabanian. Trabalho que conta no elenco com André Tristão, Estefânia Bueno, Camila Brito, Nilce Maciel, Pepa Quadrini e Camila Morosini. Com direção e dramaturgia de André Tristão.

Informações sobre a 2ª Edição da Semana Clarice Lispector em Cena acesse as redes sociais (Instagram e Facebook) @ofitcia ou @fundacaodeculturams.

Serviço:

Todo Redemoinho Começa com um Sopro – 11 a 13 de abril – às 20h no Teatro Aracy Balabanian, Rua 26 de Agosto, 453, Centro de Campo Grande.

Entrada Franca – classificação 12 anos.

Reserva pelo link: https://bit.ly/4aPfjDI  (Sympla) 

Memória MS, nos dias 11,17 e 18 de abril, às 19h, no Teatro Aracy Balabanian. Entrada Franca.

Fale com a Redação