30.8 C
Campo Grande
quinta-feira, 18 de julho, 2024
spot_img

TransCine: Cinema em Trânsito vai a quilombo urbano na Capital nesta quinta-feira

Projeto Circula CG irá apresentar 5 curtas-metragens na Associação Familiar Comunidade Negra São João Batista

Com filmes sul-mato-grossenses a TransCine – Cinema em Trânsito fará sessão de cinema na AFCN (Associação Familiar Comunidade Negra São João Batista), localizada no bairro Pioneiros, nesta quinta-feira (9), a partir das 18h30. Serão exibidos 5 filmes gratuitamente.

A sessão terá cerca de 50 minutos de duração, onde serão exibidos os filmes “As Invenções de Akins”, de Ulísver Silva, “A Menina e a Árvore”, de Ara Martins, “Cinzas do Pantanal”, de Mariana Marques, “O Kunumi e o Curupira”, de Tatiana Varela, e Criação do Homem e da Mulher, de Fabiana Fernandes e Tatiana Varela.

O projeto esteve na última quinta-feira (2 de maio) na Vila Nhanhá, onde cerca de 40 crianças tiveram a oportunidade única de se encantar com os filmes exibidos, proporcionando momentos de alegria, reflexão e inspiração. Posteriormente, ainda haverá sessões no Instituto Livres (16 de maio), e Campo de Futebol do Jardim Colúmbia (23 de maio).

A Vila Nhanhá, que foi o primeiro lugar a receber o projeto Circula CG, teve uma experiência cinematográfica inesquecível para essas crianças. O cinema, muitas vezes visto como um luxo inalcançável, foi trazido diretamente para o coração da comunidade, mostrando que a arte e a cultura estão ao alcance de todos.

A importância do cinema para essas crianças vai além do entretenimento. Ele serve como uma janela para um mundo de possibilidades, despertando a imaginação, estimulando a criatividade e proporcionando novas perspectivas sobre a vida e o mundo ao seu redor. Para muitas delas, essa pode ser a primeira vez que têm contato com o universo mágico das telonas, uma experiência que certamente ficará marcada para sempre na memória.

“É emocionante ver o impacto que essa sessão de cinema teve em nossas crianças. Muitas delas nunca tiveram a oportunidade de ir ao cinema, e ver a alegria e o brilho em seus olhos durante a exibição dos filmes foi verdadeiramente inspirador. O cinema não é apenas uma forma de entretenimento, mas também uma ferramenta poderosa para educar, inspirar e transformar vidas. Estamos imensamente gratos à TransCine por trazer essa experiência tão significativa para nossa comunidade”, afirma Cris Robert de Oliveira Peixoto, coordenador da ONG Núcleo Humanitário da Nhanhá.

A inclusão também foi um ponto-chave nesta sessão de cinema. Com a presença de dois intérpretes de Libras, todas as crianças puderam desfrutar plenamente da experiência cinematográfica, independentemente de suas necessidades especiais. Além disso, a distribuição de pipoca e refrigerante para todos os presentes tornou a sessão ainda mais especial e acolhedora.

“Gostei muito dos filmes que passaram, é a primeira vez que vejo em uma tela tão grande. Nunca estive no cinema, mas foi muito legal ter essa experiência, ainda mais na rua e de graça”, afirma a estudante Larissa Rodrigues, de 8 anos.

No fim da sessão, ainda houve um debate sobre as obras apresentadas, onde as crianças falaram sobre os filmes que assistiram e sua importância.

Fale com a Redação