Professor Jones Dari Goettert é o novo reitor da UFGD (Foto: Divulgação)

O professor Jones Dari Goettert é o novo reitor da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Ele foi noemado para o cargo através do decreto presidencial publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (23). O nome dele fazia parte da lista tríplice encaminhada ao Ministério da Educação (MEC) em abril de 2019 pelo Colégio Eleitoral da UFGD, após a eleição realizada em 21 de março daquele mesmo ano.

Jones é docente da UFGD desde 2006, onde leciona nos cursos de graduação da Faculdade de Ciências Humanas (FCH). Em seu currículo, consta que foi docente da Universidade Federal do Acre e da Universidade Federal de Mato Grosso e também foi diretor da FCH/UFGD, no período de 2015 a 2019.

De acordo com o decreto, o mandato é de quatro anos, justamente porque a nomeação do professor é resultante do processo de eleição transcorrido em 2019. Após a nomeação oficial, é necessária a cerimônia para posse oficial do cargo, que deve acontecer em Brasília (DF), nos próximos dias.

Após confirmar a noemação para o cargo, o novo reitor discurssou na reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura (CEPEC) da UFGD. “É a retomada da autonomia da universidade, da busca pela construção de um projeto de universidade, bloqueado nos últimos três anos. Para tanto, precisaremos de todas e de todos, independentemente do lugar em que estavam, em que estão e em que estarão. Será uma construção coletiva, democrática, aberta e transparente desta instituição, que é uma das mais importantes de Mato Grosso do Sul e da região de fronteira e extremamente importante para um conjunto de pessoas, mulheres e homens, que dependem dela”, disse.

Ainda segundo a fala de Jonas Goettert, a busca pelo diálogo será um princípio seu e das pessoas que estarão na diretoria nesses próximos anos. “É com vocês que poderei caminhar esse percurso, de muita entrega, de muita luta, de muita solidariedade e de muita paixão. Pois, é isso que nos move, essa paixão pela universidade, pela UFGD e, principalmente, pelas gentes que mais precisam dessa instituição. Um conjunto de estudantes, de servidores, de profissionais de outras empresas que aqui trabalham, que fazem com que essa universidade exista. É com esse espírito que vamos construir juntos”, finalizou o novo reitor.

Desde a eleição de 2019, que não teve o resultado aprovado pelo MEC, a UFGD vinha sendo comandada por reitores pró-tempore. A primeira nomeada nessa função foi Mirlene Ferreira Macedo Damázio, que permaneceu até fevereiro de 2021, substituida por Lino Sanábria, que está atualmetne no comando.

Comentários