Imagem da Unidade 2 da UFGD

Com a finalidade de evitar a incidência de casos de plágio em textos científicos, a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) adquiriu recentemente a ferramenta de detecção de similaridade Turnitin Similarity. Seu uso por pesquisadores(as) visa a publicação de conteúdos confiáveis e inéditos no meio acadêmico, concedendo maior credibilidade a pesquisas que podem contribuir de modo significativo e efetivo para o debate científico.

O serviço aponta semelhanças entre textos submetidos, documentos existentes na base do sistema e páginas da internet, contando com um eficaz processo de comparação que permite a emissão de relatórios de originalidade. A ferramenta proporciona acesso às bases de dados mais robustas e abrangentes possíveis, incluindo mais de 90 bilhões de páginas da web arquivadas e atuais, um bilhão de artigos de todos os níveis, das mais de 18 mil instituições em nível global, e mais de 170 milhões de artigos de bases de dados acadêmicas e periódicos especializados.

Terão acesso ao sistema pesquisadores(as) da UFGD, incluindo os editores das revistas do Portal de Periódicos da instituição, que poderão realizar checagens ilimitadas e gerar relatórios detalhados sobre o índice de similaridade entre os arquivos analisados. Em breve, 672 usuários da universidade receberão e-mail de boas-vindas da Turnitin Similarity para a oferta do serviço. Não apenas docentes, mas também técnicos administrativos com projetos de pesquisa cadastrados na Pró-reitoria de Ensino de Pós-graduação e Pesquisa (PROPP) terão acesso ao sistema. Nessa comunicação eletrônica, pesquisadores e pesquisadoras terão informações sobre como confirmar seu cadastro na plataforma e, em seguida, em outro e-mail, serão convidados a participar de uma capacitação on-line sobre o uso da ferramenta.

Para acessar o ambiente da Turnitin Similarity e conhecer mais sobre suas funcionalidades: https://ufgd.turnitin.com/. Dúvidas sobre o assunto podem ser sanadas pelo e-mail [email protected].

PLÁGIO

Plagiar, ato tão combatido no meio acadêmico, diz respeito a apropriar-se do conhecimento de outra pessoa como se próprio fosse. Diferentemente de citar e referenciar, que são as formas corretas de utilizar-se de conteúdo alheio para embasar ideias próprias, dando o devido crédito a quem lhe é de direito.

Lançar mão de plágio ou fazer menções a informações de terceiros sem conceder o crédito corretamente impacta na qualidade dos trabalhos publicados por uma instituição, por meio de seus periódicos, por exemplo, pois tanto autor, como casa editorial são afetados pela conduta.

Comentários