A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) segue sendo uma das universidades de mais impacto positivo no mundo e é classificada novamente no Impact Rankings 2021, elaborado pela Times Higher Education (THE), se estabelecendo na faixa das 401-600 melhores universidades entre as 1.115 instituições de ensino analisadas, e conquistando 61.8 pontos na avaliação geral, que vai de 0 a 100.

Apenas 38 instituições brasileiras integraram o Impact Rankings 2021 e a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, única representante da região Centro-Oeste, está na 18ª posição nacional.

“É um orgulho enorme e um reconhecimento gigantesco a UFMS figurar num ranking que é referência mundial, tanto pela seriedade quanto pela metodologia e participação das principais instituições internacionais e nacionais. O nosso desafio é continuar mostrando e fortalecendo as nossas ações sustentáveis em todas as nossas unidades, consolidando práticas, projetos e iniciativas que impactam no dia a dia da nossa comunidade”, afirmou o reitor Marcelo Turine.

A THE é uma instituição britânica especializada em educação e o intuito do ranking é analisar quais universidades e instituições de ensino do mundo estão em consonância com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas.

Em 2020, a UFMS participou do ranking com quatro ODS e estava em 19º lugar entre as instituições brasileiras. Este ano, a Universidade cumpriu todos os dezessete objetivos e foi classificada na posição 101-200 em seis:

  • Objetivo 2: Fome Zero e Agricultura Sustentável
  • Objetivo 4: Educação de Qualidade
  • Objetivo 5: Igualdade de Gênero
  • Objetivo 8: Emprego Decente e Crescimento Econômico 
  • Objetivo 12: Consumo e Produção Responsáveis 
  • Objetivo 15: Vida Terrestre

“A nossa Universidade se preocupa com o desenvolvimento sustentável no seu conceito mais amplo e isso tem sido refletido nos bons resultados, tanto no ranking quanto também em outras publicações”, reforça Caroline Pauletto Spanhol Finocchio, diretora de Avaliação Institucional.

Este aumento significativo de atuação sustentável é reflexo de um dos valores promovidos pela gestão atual: incorporar a sustentabilidade em estratégias, ideias, atitudes e ações responsáveis nas dimensões econômica, social, ambiental, cultural e institucional.

“Estar num ranking internacional como da Times Higher Education é de fato uma grande satisfação e uma grande alegria, e mostra o resultado de um esforço que é coletivo, de pesquisadores, técnicos, estudantes, com os investimentos públicos em Ciência, Tecnologia e Inovação… tudo isso permitiu com que nós conseguíssemos melhorar o desempenho em 2021, quando comparado aos resultados de 2020”, afirma Caroline. “Sabemos que ainda existe um caminho para ser percorrido, mas os resultados nos apontam os melhores caminhos a serem seguidos e através desses resultados que a gente vai começar a planejar e trabalhar, sobretudo visando a melhor abordagem e o melhor atendimento aos ODS”.

A classificação completa, que foi divulgada na última quarta-feira, dia 21, com todas as instituições pode ser acessada no site timeshighereducation.com/impactrankings

UFMS é classificada em ranking mundial de universidades com impacto sustentável

Comentários