23º Festival Universitário da Canção. (Foto/UFMS)

Nesta sexta-feira (13), às 10h, a UFMS e a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) lançam a 23ª edição do Festival Universitário da Canção (FUC) em comemoração aos 50 anos do Teatro Glauce Rocha. A cerimônia de lançamento será realizada no Teatro e transmitida pelo canal da TV UFMS.

UFMS e Fundação de Cultura lançam 23º Festival Universitário da Canção
A então acadêmica do curso de Direito da Uniderp, Jacqueline Costa foi a vencedora da 22ª edição, em 2014

A primeira edição do FUC aconteceu em 1987 e desde a terceira edição é realizado no Glauce Rocha. Ao longo dos anos, foram 22 edições, sendo que a última aconteceu em 2014. Trata-se de um concurso de música popular no qual o público universitário pode apresentar canções inéditas que serão julgados por especialistas em música, literatura e artes cênicas.

“O Festival é tradicional no Estado e projetou nomes que se consagraram no cenário artístico como Gabriel Sater, Evelyn Lechuga, Maria Alice, foram vencedores e tiveram suas carreiras impulsionadas. Por isso realizar uma edição especial do FUC como essa é importante para lembrarmos da relevância do Teatro Glauce Rocha e também permitir às novas gerações que tenham a oportunidade de participar. A UFMS sempre se mostrou protagonista e atualmente, possui abrangência e estrutura que poderá revelar novos grandes talentos da canção no estado e alavancar suas carreiras”, explica o pró-reitor de Cultura, Extensão e Esporte (Proece) Marcelo Fernandes.

Serão premiadas a melhor Canção de Câmara e melhor Canção Popular originais. “Neste ano temos algumas novidades no regulamento. A tradicional categoria Canção Popular foi mantida e será aberta exclusivamente para quem mora ou nasceu em MS e fez ou faz graduação em instituições de ensino superior do Estado. Nesta categoria os gêneros populares estão incluídos, como pop rock, música popular brasileira, sertanejo, gospel, música de fronteira, polca, entre outros. Mas, a grande novidade é a categoria Canção de Câmara, na qual acadêmicos e egressos de cursos de Música de todo o país podem se inscrever, desde que utilizem texto de poetas sul-mato-grossenses. Isso vai possibilitar divulgar a poesia e a cultura do Estado em outros cantos do país, tendo um alcance que nunca teve anteriormente. O processo de inscrição será simples. Convidamos todos a participarem”, ressalta Marcelo.

Assim, além dos estudantes, as músicas inscritas na categoria Canção Popular podem ser compostas por técnicos e professores das instituições de ensino. De acordo com o responsável pela Secretaria de Projetos e Eventos Culturais, Eduardo Escrivano, as canções serão julgadas preliminarmente por especialistas em música, literatura e comunicação e submetidas a votação popular na plataforma da TVU da UFMS.

“Na categoria canção popular, serão selecionadas dez canções que deverão ser inscritas pelos artistas do Estado em formato de áudio. Esses dez selecionados receberão auxílio financeiro para se apresentarem na etapa final no Teatro Glauce Rocha em Campo Grande. Na categoria canção de câmara, os compositores deverão inscrever suas canções por meio do envio digital da partitura para voz e acompanhamento de violão ou piano. As canções serão avaliadas por um júri e as finalistas serão interpretadas por artistas locais, em concerto virtual também gravado no Teatro Glauce Rocha. As apresentações acontecerão sem participação do público. Após editados os vídeos e mixados os áudios, serão inseridos no canal da TVU e a música, de cada categoria, que tiver o maior número de curtidas será a vencedora”, explica Eduardo. Segundo ele, o júri será composto por especialistas em música, literatura e comunicação. As inscrições devem ser lançadas em breve. “As gravações estão previstas para novembro e a premiação para dezembro”, diz Escrivano.

UFMS e Fundação de Cultura lançam 23º Festival Universitário da Canção
Vista área do Teatro Glauce Rocha, registrada em 1985 pelo jornalista Rubens Aquino

50 anos do Teatro Glauce Rocha

Inaugurado em 1971, o Teatro Glauce Rocha tem sido palco de grandes apresentações culturais e artísticas em Mato Grosso do Sul e recebeu o nome em homenagem póstuma à atriz campo-grandense, Glauce Rocha, que faleceu no mesmo ano. Além das cerimônias de colação de grau dos acadêmicos da Universidade e das escolas na cidade, e espetáculos culturais, o espaço tem servido como sede para diversos eventos importantes. Centenas de peças e espetáculos abrilhantaram o teatro. Subiram ao palco grandes personalidades como Milton Gonçalves, Dercy Gonçalves, Paulo Autran, Joana Fomm, Chico Anysio e Marília Pêra. Todos os cartazes das apresentações estão expostos na sala de apoio, como uma coleção de memórias do local.

Comentários