10/04/2020 13h19
Por: Redação

Em consonância com as diretrizes epidemiológicas e a programação definida pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) deve retornar com das atividades presenciais no dia 11 de maio.

A medida foi anunciada nesta sexta-feira (10), pelo reitor Marcelo Turine, que abrange todas as atividades presenciais da UFMS, administrativas e acadêmicas dos cursos de graduação e de pós-graduação (lato e stricto sensu).

A portaria reúne todas as orientações do Comitê Operativo de Emergência (COE/UFMS), organizando em capítulos as decisões e medidas tomadas no período de enfrentamento à Covid-19. As análises são diárias e a evolução da doença acompanhada de perto. Se houver mudanças no cenário, o COE avaliará e novas decisões poderão ser encaminhadas para decisão da Reitoria.

Segundo a UFMS, a data de retorno presencial foi apresentada e discutida na última segunda (6), na reunião semanal do COE/UFMS, que avalia o quadro epidemiológico da Covid-19 no estado e o andamento das atividades administrativas e acadêmicas na Universidade.

No mesmo dia, a proposta foi apresentada na primeira reunião do Grupo de Trabalho de Pessoal e Ensino, formado por representantes do DCE, Sista e Adufms, além da Administração Central. As duas reuniões foram realizadas por meio do Google Meet.

A presidente do COE/UFMS, vice-reitora Camila Ítavo, destacou a vanguarda mundial de toda equipe de professores, técnicos e estudantes da UFMS em relação às atividades desenvolvidas na área de ensino, pesquisa, extensão, empreendedorismo e inovação, com serenidade e bom senso, que a Universidade está aberta e ativa, com os servidores em efetivo trabalho. Destacou que o reitor Marcelo Turine está em permanente diálogo com os Ministérios e Governo do Estado para captação de recursos para atendimento dos projetos estratégicos no combate à Covid-19. O COE/UFMS avaliou positivamente todos os indicadores do Plano de Contingência da UFMS, em especial a adesão ao uso de TICs na substituição das atividades presenciais.

O COE/UFMS encaminhou à Reitoria os seguintes posicionamentos: retorno às aulas presenciais no dia 11 de maio, em consonância com a data de 4 de maio, estipulada pela rede estadual; concessão de insalubridade, respeitado o devido processo legal, dos servidores em linha de frente; possibilidade de alteração de matrícula de disciplina isolada na graduação, de forma excepcional. A vice-reitora explicou que todos os estudantes e professores têm realizado as aulas por meio de TICs, mas que é preciso um cuidado com aqueles que por ventura realmente tenham dificuldades. “Estamos acompanhando todos os estudantes, e com orientação da coordenação e direção do curso, ponderamos sobre o trancamento em disciplina isolada, com planejamento de retomada no retorno”, esclareceu.

A reunião do Grupo de Trabalho de Pessoal e Ensino foi presidida pelo reitor Marcelo Turine, que agradeceu o envolvimento das entidades e solicitou a mobilização para o enfrentamento do coronavírus. “O momento é de união, em que a UFMS, com base na qualidade de seus professores, técnicos e estudantes, se revela à sociedade, que enxerga a nossa universidade como ela realmente é: gigante, forte e comprometida. Estamos atentos e acompanhando a evolução da doença. Nossa principal preocupação continua sendo com as pessoas, a preservação da saúde mental e física”, afirmou.

As medidas aprovadas pela Reitoria foram recebidas positivamente pelos representantes da comunidade universitária. “Muitos estudantes estão preocupados com a continuidade do semestre e a qualidade dos cursos nesse período”, disse o representante do DCE, Henrique Lico de Souza, que participou da videoconferência ao lado dos representantes das entidades a estudante Ana Clara Dal Bosco Sena (DCE), a professora Lídia Maria Lopes Rodrigues Ribas (Adufms) e o médico Ronaldo de Souza Costa (Sista).

UFMS indica retorno das atividades presenciais para 11 de maio

Comentários