Universidade Federal de Nato Grosso do Sul. (Foto/Divulgação)

Desde 2019, a Universidade tem participado da Jornada de Excelência do Movimento MS Competitivo com o objetivo de desenvolver na Instituição um programa participativo e prático de educação e melhoria da gestão. Em 2020 a UFMS se tornou a primeira instituição de ensino pública a ser certificada na categoria “Rumo à Excelência”, no nível de maturidade dos processos, com 500 pontos.

Agora em 2021, a Jornada de Excelência será realizada na busca por um nível ainda mais avançado de maturidade na gestão, o de instituição em “Avanço para a Excelência”, que corresponde a 750 pontos.

O reitor Marcelo Turine disse que a Administração Central está comprometida com as melhorias contínuas de Governança, Gestão e Inovação. “Isso significa zelo pelo patrimônio e recursos públicos, dever de todos nós, servidores, mas como gestores é fundamental para o bom desenvolvimento das atividades, organizando processos e fluxos bem definidos. Demonstra também o protagonismo da nossa Universidade, que se destaca também em nível nacional com boas práticas de gestão e governança”, afirmou o reitor.

Segundo o diretor de Planejamento Institucional da UFMS, Alessandro Arruda, este é o penúltimo nível do Modelo de Excelência em Gestão (MEG), que está sendo implementado na Universidade e por meio do qual é avaliada a instituição na Jornada. “Buscar este nível significa que já temos processos formalizados, formatados, desenvolvidos e comunicados a todos e que agora estamos com o avanço para a excelência, para processos com características mundiais. Assumir uma certificação desse nível significa nos comprometermos ainda mais com a gestão e apresentarmos à comunidade internacional, principalmente à comunidade científica internacional, uma certificação de que podemos nos parear com todas as grandes instituições de ensino e de pesquisa do mundo”, explica.

“Para continuar avançando na busca da excelência, é necessário constância no propósito de aperfeiçoamento contínuo. Assim, neste novo ciclo, serão avaliados também os resultados decorrentes das ações que tiveram início após a última Jornada. Isso permitirá que a UFMS proponha e implemente novas ações de aprimoramento, visando a melhoria dos serviços públicos por ela prestados à sociedade”, disse o professor da Escola de Administração e Negócios (Esan) Jeovan de Carvalho Figueiredo, que participou da última Jornada.

A  avaliação da Instituição na Jornada de Excelência por meio do MEG promove a discussão e observação de oito fundamentos básicos: o compromisso com as partes interessadas, o desenvolvimento sustentável, a liderança transformadora, o pensamento sistêmico, a adaptabilidade, a orientação por processos e a geração de valor.

A Jornada de Excelência é composta por quatro etapas e é realizada com a participação dos gestores e grupos de líderes da Universidade. Na primeira, que corresponde à escolha da Jornada, a Universidade se voltou ao próximo nível após a certificação já recebida, o “Avanço para a Excelência”.

A segunda etapa corresponde ao Diagnóstico Participativo, utilizando o guia escolhido apoiado pela metodologia MEGplan® e software especialista. O workshop será realizado virtualmente com todos os gestores na semana de 21 e 25 de junho.

“Na próxima semana, avançaremos para a terceira etapa, que é a construção dos Planos de Melhoria da Gestão e a etapa seguinte seria a Certificação, com previsão de realização para o final do ano. Então teremos o segundo semestre de 2021 para desenvolvermos as ações e buscarmos a certificação”, apontou o diretor.

Comentários