Para celebrar a data, especialista traz receita de bebida

A comemoração teve início em Portugal e, por aqui, mesmo não fazendo parte do calendário oficial, já tem inúmeros adeptos. O dia do coquetel, celebrado no dia 18 de maio, espalhou-se pelas cidades brasileiras e a cada região ganha cores e sabores diferentes. Com diversos tipos de preparo, a coquetelaria virou febre em festas e passou a ser apreciada em casa.

O coquetel nada mais é que a mistura entre duas ou mais bebidas alcóolicas. “O campo-grandense tem procurado, cada vez mais, ingredientes para o preparo de drinks em casa, com sua família. Isso acabou virando tendência e, por isso, passamos a contar com vários tipos e marcas, atendendo essa demanda que só cresce”, explica a coordenadora regional de marketing de uma rede atacadista da Capital, Rafaellen Duarte.

Para ilustrar uma das formas de preparo, o especialista Ivan Alves escolheu o Negroni, um coquetel italiano. Cheio de sabor e de história, Ivan conta que o Negroni surgiu em 1919, atendendo a um pedido do Conde Camilo Negroni, frequentador do antigo  Caffè Casoni, hoje chamado Caffè Giacosa, na cidade de Florença Itália. “O conde que era frequentador de outros bares e sempre pedia a bebida, que foi tornando-se conhecida pelo mundo inteiro”, explica.

Negroni

Ingredientes:  
1 gomo de laranja grape fruit ou laranja comum
30 ml gin dry
30 ml campari
30 ml vermouth rosso
cubos de gelo

Modo de preparo:
Em uma coqueteleira, adicione o gin, o campari e o vermouth. Adicione de 4 a 5 cubos de gelo à coqueteleira. Com uma colher bailarina mexa até gelar a mistura. Coloque  um cubo de gelo grande em um copo “on the rocks” e sirva a mistura bem gelada. Adicione o gomo de laranja grape fruit ao copo e sirva em seguida.

Comentários