Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. (Foto: Divulgação/UFMS)

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) aderiu à Rede Brasil do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), a maior iniciativa voluntária de sustentabilidade corporativa do mundo. A UFMS está entre as cinco universidades federais que participam da ação e é a única do Centro-Oeste. Com a adesão, a Instituição se compromete ainda mais em promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Ao integrar o Pacto Global, a Universidade tem a meta de seguir os dez princípios universais, com foco nos direitos humanos, trabalho, meio ambiente e anticorrupção. O diretor de Desenvolvimento Sustentável da UFMS, Leonardo Chaves de Carvalho, afirma que a adesão é voluntária e garante que a Instituição participe de uma rede de contatos internacionais, com eventos, ações e treinamentos.

“Ao solicitar a adesão, a UFMS assumiu o compromisso de implementar os 10 princípios do Pacto Global e incentivar programas, projetos e ações relacionados aos 17 ODS. Assim, a cada dois anos, a Universidade deve encaminhar uma comunicação de engajamento, que é um relatório sobre os progressos realizados na nossa instituição em relação aos princípios e aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, detalha.

A carta para o pedido de ingresso à Rede foi encaminhada pela Universidade em fevereiro de 2021. O processo de adesão levou mais de um ano, mas agora a UFMS é, oficialmente, membro da ação. 

“A UFMS já incentiva a promoção, a divulgação e o alcance da agenda 2030. Agora, fazendo parte deste Pacto, reforça ainda mais essa rede de promotores dos ODS”, ressalta o diretor.

O Pacto Global foi criado pela ONU em 2000 e fornece ferramentas para ampliar o envolvimento da Universidade nos temas de sustentabilidade. Além disso, possibilita a participação em programas com grupos temáticos que conduzem projetos nas áreas de Água, Alimentos e Agricultura, Anticorrupção, Direitos Humanos e Trabalho, Energia e Clima e ODS.

Os 10 princípios universais do Pacto Global

Direitos Humanos

  • Respeitar e apoiar a proteção dos direitos humanos reconhecidos internacionalmente;
  • Assegurar-se da não participação em violação destes direitos.

Trabalho

  • Apoiar a liberdade de associação e o reconhecimento efetivo do direito à negociação coletiva;
  • Eliminação de todas as formas de trabalho forçado ou compulsório;
  • Abolição efetiva do trabalho infantil;
  • Eliminar a discriminação no emprego.

Meio Ambiente

  • Apoiar abordagem preventiva aos desafios ambientais; 
  • Desenvolver iniciativas para promover maior responsabilidade ambiental;
  • Incentivar o desenvolvimento e difusão de tecnologias ambientalmente amigáveis.

Anticorrupção

  • Combater a corrupção em todas as suas formas, inclusive extorsão e propina.
Comentários