Ao todo, são 5.525 vagas, sendo 3.347 para o Vestibular e 1.089 para o Passe. As inscrições podem ser feitas até o dia 8 de novembro.

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) está com as inscrições abertas, desde última sexta-feira (3), para o Vestibular e para a 1ª, 2ª e 3ª etapas do Programa de Avaliação Seriada Seletiva (Passe).

Neste ano são ofertadas 5.525 vagas, sendo 3.347 para o Vestibular e 1.089 para o Passe, distribuídas entre os todos os cursos da Cidade Universitária e dos câmpus de Aquidauana, Chapadão do Sul, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Três Lagoas e do Pantanal. As inscrições podem ser feitas até o dia 8 de novembro exclusivamente pelo site concurso.fapec.org.

O Vestibular UFMS é voltado a candidatos que concluíram ou irão concluir o Ensino Médio até a data prevista para matrícula na Universidade. A avaliação é composta por 60 questões objetivas de múltipla escolha e uma redação. A prova do Vestibular será realizada no dia 5 de dezembro de 2021, das 8h às 13h (MS), e também será possível participar na categoria “treineiro”.

Já o Programa de Avaliação Seriada Seletiva se destina a candidatos que ainda estão cursando o Ensino Médio e desejam ingressar na UFMS de forma seriada, por meio de avaliações realizadas ao final de cada ano letivo, com conteúdos específicos daquele período. O processo seletivo é composto por três etapas e a escolha do curso só ocorre na última. As avaliações são compostas por 60 questões objetivas de múltipla escolha e, na terceira etapa, uma redação. As provas do PASSE serão realizadas em 12 de dezembro, também das 8h às 13h (MS).

As provas dos processos seletivos da UFMS serão realizadas de forma presencial, assim como foram no ano passado, tomando todas as medidas de proteção e segurança preconizadas pelas organizações de saúde.

De acordo com o pró-reitor de Graduação, Cristiano Costa Argemon Vieira, entre as novidades deste ano estão que a maioria das vagas serão destinadas ao Vestibular e o Sisu retorna como forma de ingresso para os cursos de graduação. “Os Conselhos Superiores da Universidade adotaram a proporção de 60% para o Vestibular, 20% para o PASSE e 20% para o Sisu”, explica.

Comentários