A Rússia registrou o Sputnik V para uso público em agosto, mas teste em grande escala começou em em setembro. The Russian Direct Investment Fund (RDIF)/Handout via REUTERS

A primeira vacina russa para prevenção e o combate contra a covid-19, batizada de Spuntik V, apresentou resultados preliminares de 92% eficaz na proteção das pessoas contra a covid-19. A informação foi repassada pelo Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF), que tem apoiado a vacina e a comercializado globalmente.

A Rússia já havia divulgado que a vacina tinha mais de 90% de eficácia, mas não tinha apresentado mais detalhes sobre as análises iniciais dos testes com o imunizante. A declaração ocorreu horas depois de a Pfizer anuncia que a sua vacina tinha 90% de eficácia.

“As primeiras análises de dados iniciais da vacina Sputnik V contra a covid-19, durante a terceira fase dos ensaios, demonstraram uma eficácia de 92 %”, informaram o desenvolvedor do imunizante e o fundo soberano da Rússia.

Comentários