Filas se formaram logo cedo para aplicação da vacina. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

Teve início na manhã desta sexta-feira (2), a vacinação em massa em diversos municípios de fronteira no Estado, que contou com uma grande procura da população, comparecendo em peso aos pontos de imunização, principalmente em Corumbá e Ponta Porã.

A cidade pantaneira de Mato Grosso do Sul, Corumbá já tinha enormes filas formadas nas primeiras horas da manhã.  O ponto de vacinação mais procurado por lá, foi o do Estádio Arthur Marinho.

Ao total são seis pontos espalhados pela cidade, que contarão com alguns, que terão funcionamento até à meia noite. De acordo com o cronograma criado pela Secretaria de estado de Saúde (SES), a primeira faixa etária a ser vacinada será a de pessoas a partir de 30 anos de idade.

Confira o cronograma

Cronograma:

  • sexta-feira: a partir de 30 anos
  • sábado: a partir de 25 anos
  • domingo a partir de 18 anos

Somente drive

  • Estádio Arthur Marinho: das 7h às 18h

Somente pontos fixos

  • Escola Clio Proença: das 7h às 18h
  • Escola Fernando de Barros: das 7h às 18h
  • Escola Prof. Djalma Sampaio Brasil: das 7h às 18h

Pontos fixos e drive

  • Poliesportivo da Porto Carreiro: das 7h às 24h
  • Praça CEU:  das 7h às 18h

Ponta Porã

Ponta Porã também não ficou de fora da ansiedade pela vacina americana de dose única, registrando filas logo cedo em seu principal ponto de vacinação, o Centro de Convenções da cidade.

Vacinação em massa em 13 municípios de fronteira começam hoje com alta procura no MS
Vacinação em massa em 13 municípios de fronteira começam hoje com alta procura no MS

O cronograma de imunização também foi definido por idade, e vacinará pessoas a partir de 36 anos nesta sexta (2) e amanhã, sábado (3), passará a aplicar doses em pessoas a partir de 3 e já na quarta-feira (7), vacina os com 18 anos ou mais.

Com o objetivo de diminuir as aglomerações, foram instalados três pontos de aplicação em Ponta Porã, sendo estes o Centro de Convenções, Ginásio Poliesportivo Rachid Saldanha Derzi e Ginásio Poliesportivo Hyran Garcete.

Pesquisa

Com aplicação de dose única, a Janssen, será utilizada em um estudo epidemiológico em 13 municípios de fronteira no Mato Grosso do Sul, no qual será conduzido pelo infectologista e pesquisador da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), Júlio Croda. O estudo contará com a realização do grupo Vebra Covid da Fiocruz, e ainda com o apoio da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e de parcerias com universidades dos Estados Unidos de Stanford, Yale e Miami.

Comentários