Campo Grande é uma das primeiras cidade do País a iniciar a vacinação de crianças. (Fotos: Diogo Gonçalves/PMCG)

De 90 mil crianças em Campo Grande, apenas 13,5 mil foram cadastradas para vacina contra Covid, revelou o prefeito da Capital, Marcos Trad, na manhã deste sábado (15), quando abriu a vacinação infantil no munícipio. O gestor repassou os dados, conclamando pais ou responsáveis para agirem o mais rápido possível para realizar o cadastro e imunizar os filhos pequenos. A abertura foi na USF (Unidade de Saúde da Família) São Benedito, comunidade quilombola Tia Eva, região norte do município. A Capital é a primeira cidade de Mato Grosso do Sul e uma das primeiras do País a imunizar crianças.

“A nossa cidade sempre foi referência na vacinação e no enfrentamento da Covid-19 e agora estamos dando mais um passo muito importante com o início da vacinação contra as crianças. A vacina já se mostrou a arma mais poderosa e eficiente no combate deste doença, por isso fazemos um apelo aos pais e responsáveis que levem suas crianças para se vacinar. É um ato de amor e zelo pela vida de todos”, enfatizou o prefeito.

Trad ainda revelou o número, que pode ser preocupante, mas ele acredita que com este inicio vai mudar. “Com 90 mil crianças de 5 a 11 anos aptas a receberem a imunização contra a Covid-19 em Campo Grande, apenas 13,5 mil foram cadastradas no sistema da Prefeitura. As crianças também podem pegar o vírus. Quando começa a ter índices grandes de crianças, inclusive em leitos de UTI, porque não levar o filho para vacinar?”, questionou o prefeito, após informar a estatística preocupante de cadastrados.

A informação foi revelada na manhã de hoje pelo prefeito, durante solenidade simbólica que deu início à imunização de crianças dessa faixa etária contra a covid-19. As crianças da Tia Eva, foram as primeiras a receberem o imunizante, após as 10 horas, que era o horário programado e anunciado pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), como o Enfoque MS noticiou ontem.

Exemplo pela Saúde e pela Ansiedade para volta às aulas

Com 90 mil crianças de 5 a 11 anos aptas, apenas 13,5 mil fizeram cadastro na Capital
José Luis da Silva Duarte, 5 anos (Foto: Diogo Gonçalves/PMCG)

A primeira criança campo-grandense a ser vacinada na USF, foi o pequeno José Luis da Silva Duarte, 5 anos, descendente de quilombolas. Acompanhado da mãe, ele estava bastante apreensivo, mas não fugiu da agulha. “Da mesma forma que a vacina é importante para nós adultos, também acredito que seja fundamental vacinarmos os pequenos, porque eles também podem ficar doentes e até mesmo transmitir para outras pessoas. Eu meu sinto bastante feliz e aliviada em ter ele vacinado”, comentou a mãe.

A dona de casa Jéssica Vasconcelos madrugou junto com os três filhos no ponto de vacinação na comunidade, tanto para dar a vacina o quanto antes aos filhos e sim, pelo medo de acabar a vacina, que ela sabia que hoje não teria muitas ou o “suficiente para quem quisesse”.

“Eu vi que mais uma vez o governo em Brasília enrolou para abrir, comprar e imunizar nossas crianças agora. Sei que agroa ou ainda por bom tempo, vai ser a ‘conta gota’ as vacinas para criançada. Assim, preferi chegar bem cedo para garantir já entre os primeiros ou que fosse hoje”, disse a mãe consciente e zelosa.

Já o filho mais velho de Jéssica, com 12 anos, já sabendo da importância do remédio contra a Covid 19, pensou na Saúde e na vontae de estar ‘livre’ para voltar a escola. “Ele disse que está ansioso para retornar presencialmente à escola. A vacina é uma segurança para meus filhos. O mais velho então está ansioso para voltar para escola com segurança”, comentou a mãe.

Calendário inicial

Conforme calendário estabelecido pela Sesau, os primeiros a serem vacinados serão as crianças de 5 a 11 anos com comorbidades e quilombolas e também crianças de 11 anos completos sem comorbidades nascidas de janeiro a abril. Mais de 20 locais estarão abertos durante todo este sábado para a vacinação deste público.

Como já mencionamos em matérias anteriores sobre o assunto, neste inicio, a quantia de doses será pequena, mas os Pais tem que ficar atento e já ir buscar a vacina em algum posto de Saúde da cidade. A Capital recebeu primeira carga com 3.411 doses de vacina para o público infantil, na tarde desta sexta-feira (14). “A quantia inicial parece até pouco, mas graças a Deus foi iniciada e temos – os pais- tem que procurar e levar o quanto antes. Futuramente, queremos ter pontos de vacinação nas escolas também, mas por enquanto, os postos de saúde estão aplicando o imunizante”, esclareceu o prefeito.

Com 90 mil crianças de 5 a 11 anos aptas, apenas 13,5 mil fizeram cadastro na Capital

 

Comentários